Jeff Scott Soto quase entrou para o Queen antes de Adam Lambert assumir vaga

O vocalista Jeff Scott Soto revelou, em entrevista ao canal de Miles Schuman no YouTube, que quase entrou para o Queen em um passado não tão distante. O nome dele foi cotado após o fim da parceria da banda com Paul Rodgers e antes de Adam Lambert protagonizar o projeto Queen + Adam Lambert – ou seja, entre os anos de 2009 e 2011.

A relação de Soto com o Queen é de longa data. No início dos anos 2000, ele fez parte da banda de Spike Edney, músico de apoio do Queen, no passado, além de ter cantado junto do guitarrista Brian May e do baterista Roger Taylor em alguns eventos. Em 2004, ele chegou a lançar um álbum ao vivo cantando apenas músicas da banda, intitulado ‘Live at the Queen Convention’.

- Advertisement -

Com tantas conexões relacionadas ao Queen, Brian May e Roger Taylor consideraram chamá-lo para o novo projeto que se desenhava após o fim do Queen + Paul Rodgers. “Não posso especificar, não quero entrar em nada e não posso elaborar, mas vamos dizer que existiram conversas”, contou Jeff durante a recente entrevista.

O cantor destacou que existiu uma “pequena janela de tempo” antes de Adam Lambert. “Nesse período, existiram conversas, mas não passou disso. Vou deixar apenas assim. Valorizo minha amizade e tudo o que tenho com esses caras, então, não vou falar nada para receber tapinhas nas costas de pessoas que digam: ‘ei, você deveria ter entrado’. Não é necessário. Porém, para responder sua pergunta e ser verdadeiro, digo que, sim, houve um vislumbre que não virou em nada”, afirmou.

Leia também:  Como Guns N’ Roses reagiu a regravação de Charles Manson feita por Axl Rose

O entrevistador comentou que Jeff Scott Soto canta muito bem as músicas do Queen. O vocalista comentou que Freddie Mercury, o lendário frontman original da banda, e Steve Perry, do Journey, são suas maiores influências. Curiosamente, Soto também passou perto de integrar o Journey, substituindo Steve Augeri, mas ele apenas realizou algumas apresentações com o grupo e a vaga foi assumida, em definitivo, por Arnel Pineda.

“Não tento ser como eles, apenas sou influenciado. É uma das razões pelas quais acredito ter me encaixado tão bem no Journey, mesmo sem soar como Steve Perry. Talvez eu soasse como ele na juventude, mas eu já era mais velho e tinha a voz mais rouca quando cantei com o Journey. Poderia ter integrado essas duas bandas naturalmente, sem tentar emular e soar como uma ‘versão tributo'”, afirmou.

Vale destacar que, em 2012, Jeff Scott Soto passou a integrar a banda tributo oficial Queen Extravaganza, projeto desenvolvido por Roger Taylor. Nomes como Marc Martel e o brasileiro Alírio Netto já fizeram parte do grupo.

Soto integra, atualmente, o Sons of Apollo, supergrupo com Bumblefoot, Billy Sheehan, Mike Portnoy e Derek Sherinian, além de conduzir carreira solo e ser membro do W.E.T. No passado, ele fez parte de diversas bandas, como Talisman, Yngwie Malmsteen, Trans-Siberian Orchestra, Eyes, Axel Rudi Pell e Soul SirkUS.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesJeff Scott Soto quase entrou para o Queen antes de Adam Lambert...
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades