Exclusivo: James LaBrie fala sobre Dream Theater no Brasil, volta de Mike Portnoy e mais

Turnê que celebra 40º aniversário da aclamada banda de metal progressivo passa pelo país em dezembro para três apresentações

“Vai ser algo grande”. Esta foi a frase mais repetida por James LaBrie ao longo da entrevista que origina o artigo que você lê agora. Mas não dá para chamar o vocalista de exagerado: as próximas atividades do Dream Theater estão, de fato, cercadas por muita expectativa.

­

- Advertisement -

Em outubro do ano passado, foi anunciada a volta do baterista original Mike Portnoy, fora desde 2010. A retomada da formação mais duradoura da banda — completa por LaBrie, John Petrucci (guitarra), John Myung (baixo) e Jordan Rudess (teclados) — será celebrada não apenas com um novo álbum, previsto para o início de 2025, como também uma turnê que celebra os 40 anos de fundação do grupo.

O giro se iniciará na Europa, em outubro, mas não vai demorar muito até que a América do Sul receba o lendário quinteto de metal progressivo. O continente tem seis apresentações confirmadas, três delas no Brasil — mais especificamente no Rio de Janeiro (Vivo Rio, 13/12), São Paulo (Vibra, 15/12) e Curitiba (Live, 16/12). Ingressos estão à venda no Clube do Ingresso.

Dream Theater, em foto de divulgação utilizada para anunciar o retorno de Mike Portnoy

A volta de Mike Portnoy

Os shows no fim do ano marcam a décima primeira passagem do Dream Theater pelo Brasil. Não faz muito tempo desde a última visita: aconteceu em entre agosto e setembro de 2022, com apresentações em São Paulo e no festival Rock in Rio, ambos com cobertura do site IgorMiranda.com.br. À época, Mike Mangini ainda era o baterista, função que ocupou a partir de 2011.

Curiosamente, de acordo com James LaBrie, algumas sementes para a volta de Mike Portnoy já haviam sido plantadas à época da viagem anterior ao país. O processo, segundo o cantor, foi iniciado de forma lenta e sem que ninguém percebesse.

“A volta de Mike foi algo que, lentamente, pudemos ver os sinais de certa forma. Embora seja o tipo de situação em que você não presta muita atenção nos sinais conforme eles aparecem, ao olhar para trás e refletir, são situações que abriram portas para um diálogo, que levariam para um próximo passo.”

O capítulo inicial, conforme apontado por LaBrie, data do início de 2020, quando John Petrucci contou com o baterista em seu álbum solo, “Terminal Velocity”. No mesmo período foi gravado um novo disco do Liquid Tension Experiment, projeto que os dois têm com Jordan Rudess e com o baixista Tony Levin — e que estava inativo desde 2008. “LTE 3” foi lançado em 2021.

Mike Portnoy e John Petrucci, em foto de divulgação

O ano seguinte se provou decisivo para a reunião devido a duas situações. Uma delas foi a turnê solo de Petrucci também com Portnoy na formação, entre outubro e novembro. A outra havia ocorrido meses antes, em março: a presença de Mike em um show do Dream Theater no Beacon Theatre, em Nova York. Foi ali que o baterista fez as pazes com LaBrie, encerrando o último desentendimento que restava de 2010.

“Ele apareceu e foi a primeira vez que nos vimos em, p#ta merda, provavelmente uns 12 anos. As outras situações abriram portas e esta foi mais uma que nos levou a pensar, no fundo da mente, de forma inevitável, sobre voltar e remontar aquela formação. Não acho que nenhum de nós estivesse pensando de fato sobre isso, mas acho que sempre havia um pouquinho dessa sensação de que isso poderia acontecer. Então, uma coisa continuou levando à outra.”

James LaBrie e Mike Portnoy, em foto do reencontro reproduzida nas redes sociais

“Talvez agora seja o momento”

Apesar dos fortes sinais, o Dream Theater não discutiu a volta de Mike Portnoy até o fim da turnê mundial “Top of the World Tour”, em julho do ano passado. James LaBrie conta que o timing e os objetivos futuros da banda também favoreceram a reunião.

“Quando terminamos a última turnê mundial, meio que sabíamos que queríamos refletir sobre tudo e fazer uma análise de onde estávamos em nossa carreira. O que queríamos alcançar? Então, toda a situação de Mike Portnoy voltar começou a se tornar uma realidade. Então foi tipo: ei, pessoal, estamos neste ponto de nossa vida e carreira… se vamos fazer algo assim, talvez agora seja o momento em que deveríamos considerar. Foi assim, mas antes, todas essas várias coisas começaram a se materializar; pequenas, mas que se transformaram em um pouco maiores.  É aí que se transforma em algo inegável para nós, chegando à conclusão de que faz sentido.”

A situação, claro, implicou na demissão de Mike Mangini. O cantor fez questão de exaltar o trabalho do experiente baterista, que gravou cinco álbuns de estúdio com o grupo.

“Isso não diminui em nenhuma forma o trabalho de Mike Mangini, um músico e baterista incrível, sensacional. Temos extremo orgulho de todos os ótimos álbuns que ele gravou conosco. Mas agora estamos neste capítulo, de volta com o baterista original para uma turnê mundial de 40 anos.”

Dream Theater, ainda com Mike Mangini, ao vivo em São Paulo em agosto de 2022 (foto: Gustavo Diakov @xchicanox)
Leia também:  O melhor álbum do Pink Floyd na opinião de Mike Portnoy

De volta à bateria e ao setlist

Uma das revelações mais curiosas feitas por James LaBrie durante o bate-papo também ajuda a sanar uma das dúvidas mais presentes entre os fãs mais dedicados de Dream Theater. O vocalista contou que Mike Portnoy também voltou a assumir a construção do setlist dos shows — que contarão, nesta turnê, com três horas de duração.

“Só para que você saiba: deixamos Mike Portnoy assumir a criação do setlist novamente. E ele está fazendo um ótimo trabalho. Mike tem dito: ‘ei pessoal, se houver alguma música que vocês não querem tocar, me avisem, e se houver alguma música que vocês realmente queiram tocar, me avisem’. A comunicação é ótima. E, sim, ele está feliz por poder montar novamente o setlist.”

Obviamente, o cantor não deu qualquer spoiler em relação às músicas que serão tocadas. Todavia, garantiu que “vários momentos grandiosos da banda” integrarão o repertório.

“Claro, não posso revelar ainda qual será, mas posso dizer que é incrível. Não consigo imaginar nenhum fã saindo do local e dizendo: ‘ah, m#rda, cara, eu queria que eles tivessem tocado isso ou aquilo’. O setlist abrange vários momentos grandiosos da banda. É poderoso e será emocionante ver as conversas dos fãs sobre isso novamente.”

Embora o Dream Theater já tenha feito shows de 3 horas em outros momentos, James LaBrie não é nenhum garoto: está com 61 anos de idade e precisa tomar cuidados para conseguir dar o seu melhor. Ainda assim, o cantor garantiu estar em ótima forma.

“Tenho cantado todos os dias, além de treinar na esteira, fazer cárdio, levantar pesos e coisas assim. É preciso estar em boa forma. Como já sei o setlist, estou cantando todos os dias, analisando as músicas. Também tenho cantado bastante porque entrarei em estúdio dentro de um mês para gravar os vocais do novo álbum. No momento, estou em ótima forma vocal e quero continuar assim. Para isso, preciso estar comprometido para ter certeza de que estou cuidando de mim. Ser cantor não é apenas sobre a voz, é sobre manter tudo em nível mais alto: sua mente, suas emoções, seu aspecto físico como um todo. É preciso se certificar de que está se alimentando direito, dormindo bem, se exercitando… tudo isso contribui para que seu corpo possa dar o máximo ao seu instrumento — e quando se é cantar, seu instrumento é 100% físico, então você tem que fazer de tudo para garantir que está na melhor forma.”

James LaBrie ao vivo com o Dream Theater em São Paulo, agosto de 2022 (foto: Gustavo Diakov @xchicanox)

Novo álbum e planos para 2025

No momento em que a entrevista foi realizada, na última semana, o Dream Theater registrava os teclados de seu próximo álbum de inéditas, o décimo sexto da carreira e o primeiro com Mike Portnoy desde “Black Clouds & Silver Linings” (2009). Os vocais serão registrados no próximo mês de julho. A partir daí, a parte musical estará concluída.

A previsão é que o disco seja disponibilizado no início de 2025. Todavia, James LaBrie revelou que seus colegas ainda não bateram o martelo com relação a data ou mesmo período de lançamento.

O cantor também evitou dar detalhes a respeito da sonoridade do disco, até porque ainda está em processo de gravação. Só não deixou de encher a bola do material.

“Eu realmente gostaria de guardar observações sobre a sonoridade para quando começarmos as entrevistas sobre o novo álbum, mas vou apenas te contar isso: não poderíamos estar mais felizes com a forma como está soando, porque é o álbum que queríamos criar. Acertamos em cheio nesse sentido. É tudo o que queríamos alcançar e muito mais. Estamos em êxtase, muito felizes com isso. É o melhor lugar para se estar quando se cria algo como um álbum de reunião: você quer que seja incrível.”

Independentemente de disco, o Dream Theater terá um 2025 com muitos compromissos. Embora a agenda para o próximo ano não tenha sido anunciada — já que ainda falta definir detalhes —, LaBrie antecipou que a banda deve passar o período inteiro em turnê. Ele comentou:

“Em fevereiro de 2025, acredito que iniciaremos uma turnê norte-americana. Essas datas estão apenas sendo acertadas agora, portanto, não posso dar detalhes, mas será na América do Norte, provavelmente em fevereiro, março e parte de abril. A partir daí, provavelmente iremos para a região sul do Círculo do Pacífico. Depois, talvez faremos festivais no próximo verão (inverno no hemisfério sul), depois talvez voltemos para fazer outra série de shows na América do Norte, ou retornar para a América do Sul. Definitivamente estaremos em turnê por um ano e meio com o ciclo deste próximo álbum e a turnê de 40 anos, atravessando o globo de ponta a ponta.”

James LaBrie ao vivo com o Dream Theater em São Paulo, agosto de 2022 (foto: Gustavo Diakov @xchicanox)

*O Dream Theater vem ao Brasil para três shows no mês de dezembro. Rio de Janeiro (Vivo Rio, 13/12), São Paulo (Vibra, 15/12) e Curitiba (Live, 16/12) recebem a banda. Ingressos estão à venda no Clube do Ingresso.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioEntrevistasExclusivo: James LaBrie fala sobre Dream Theater no Brasil, volta de Mike...
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades