Como pandemia conduziu volta de Mike Portnoy ao Dream Theater

Baterista se reaproximou lentamente da banda, com gravações paralelas e ida a shows

A volta de Mike Portnoy ao Dream Theater demorou mais do que o esperado por uma parte dos fãs. Por muito tempo, se imaginava que o baterista tiraria alguns anos afastado, se dedicando a outros projetos, mas retornando logo a seguir. No entanto, foram 13 anos de rompimento e carreiras bem-sucedidas de ambos os lados, embora com objetivos distintos.

A reaproximação teve início através de momentos específicos, como a participação em “Terminal Velocity” (2020), álbum solo do guitarrista John Petrucci. A seguir, foi a vez de retomar o Liquid Tension Experiment, que além da dupla, tem o tecladista Jordan Rudess. Sobrou tempo até para comparecer a shows da banda, período em que a relação com o vocalista James LaBrie foi retomada.

- Advertisement -

Perguntado pela Rolling Stone sobre o convite para retornar ter sido uma surpresa, Mike respondeu:

“Antes da pandemia de covid, se você tivesse perguntado a mim ou a qualquer um desses caras: ‘Há uma reunião nos planos?’, eu provavelmente teria dito: ‘Duvido que isso pudesse acontecer’. Acho que se o lockdown não tivesse acontecido, eles provavelmente estariam em turnê, assim como eu com uma das minhas 48 bandas.

Mas assim que ficamos todos confinados, John me pediu para tocar em seu álbum solo. Então, a partir daí, Jordan, John e eu fizemos um disco do Liquid Tension Experiment. Depois fiz a tour de John. Portanto, houve uma série de eventos para nos reconectar – não apenas a nível musical, mas também a nível pessoal após tantos anos.”

O envolvimento das famílias

Outro fator que contribuiu para a retomada envolveu as famílias. Apesar da separação artística, os laços nunca foram desfeitos por completo.

Leia também:  O primeiro ator cotado para elenco dos filmes dos Beatles, segundo revista

“Todas as nossas famílias são amigas. Minha filha e a filha de John dividiram um apartamento por muitos e muitos anos. John Myung (baixista) mora bem perto de mim, sua esposa está na minha casa todas as noites. Houve apenas uma série de eventos, tanto pessoais quanto musicais, que começaram a nos fazer pensar: ‘Bem, talvez isso realmente esteja nos planos. Talvez este seja o momento certo’.”

As próprias esposas de Portnoy, Petrucci e Myung se beneficiaram do momento, reativando a banda Meanstreak. Um EP, chamado “Blood Moon”, já foi lançado e pode ser ouvido no Spotify clicando aqui.

O futuro do Dream Theater

No momento da publicação dessa matéria, o Dream Theater segue em estúdio trabalhando no primeiro álbum após a reunião. Recentes atualizações indicam que o processo de composição e as partes de bateria já foram finalizadas.

Leia também:  John Fogerty faz 79 anos; veja outros fatos da música em 28 de maio

A partir de outubro, a banda dá início à “40th Anniversary Tour 2024-25”, que como o nome indica, celebra quatro décadas de sua fundação. O giro começa pela Europa e deve se estender até o final do ano seguinte. Mais detalhes podem ser conferidos aqui.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasComo pandemia conduziu volta de Mike Portnoy ao Dream Theater
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades