Eclipse solar faz Soundgarden volta a parada nos EUA com “Black Hole Sun”

Trinta anos após seu lançamento, música assumiu o topo do chart Hot Hard Rock Songs, da Billboard

Ocorrido no último dia 8 de abril, o eclipse solar total – que só pôde ser visto em algumas partes da América do Norte – alavancou algumas músicas nas paradas. Visando dar um clima propício ao evento, o público resgatou canções que serviram como trilha sonora, o que refletiu nas paradas.

A mais evidente ocorrência envolve o Soundgarden. “Black Hole Sun”, do álbum Superunknown (1994), assumiu o topo da parada Hot Hard Rock Songs, da Bilboard. O resultado foi confirmado na atualização mais recente do ranking.

- Advertisement -

De acordo com dados do sistema Luminate, a faixa atraiu 4,2 milhões de streams oficiais (um aumento de 34%) e 2,5 milhões de audiência nas rádios (crescimento de 19%). Também vendeu 1.000 downloads (um aumento de 166%) nos Estados Unidos de 5 a 11 de abril.

Foi a primeira vez que uma canção do grupo comandado por Chris Cornell chegou ao número 1 na parada em questão, que existe desde 2020. À época do lançamento original, ela obteve a mesma posição no Billboard’s Mainstream Rock. O sucesso foi ainda maior no Reino Unido, onde o compacto ganhou disco de ouro ao ultrapassar 400 mil cópias vendidas.

Leia também:  Bruno Mars ganha mais shows no Brasil; datas no Rio e em Brasília são alteradas

Outras músicas que subiram nas paradas

Mais canções também se aproveitaram do efeito do fenômeno natural e tiveram ressurgimentos. Conforme registros da própria Billboard:

  • “Bad Moon Rising”, do Creedence Clearwater Revival, alcançou 3,3 milhões de streams; 164.000 em alcance de rádio e 1.000 downloads vendidos, com aumentos de 7, 88 e 118%, respectivamente. A canção alcançou o segundo lugar na Billboard Hot 100 em 1969.
  • “Total Eclipse of the Heart”, de Bonnie Tyler, também voltou à parada de vendas de músicas digitais em todos os formatos, na 5ª posição, sua segunda semana na contagem (que começou em 2004). Ela já havia obtido o 13º lugar por uma semana em setembro de 2017 – também após um eclipse solar, em 21 de agosto. O single, número 1 por quatro semanas na parada Hot 100 em 1983, também subiu para 4,1 milhões de streams e 47%, 3,2 milhões de audiência no airplay.
  • “Ain’t No Sunshine”, de Bill Withers, um hit nº 3 da parada Hot 100 em 1971, também apresentou nova atividade nas paradas. Ela alcançou os números 136 e 151 na Billboard Global 200 e Billboard Global Exclusive USA, respectivamente. Ganhou 13,3 milhões de streams globalmente, um aumento de 33%, com 5,4 milhões de ouvintes nos EUA, representando aumento de 25%. No lado estadunidense, retornou às vendas de músicas digitais de R&B na quarta posição, com 1.000 unidades vendidas, um aumento de 45%.
Leia também:  Por que Peter Jackson aceitou fazer novos filmes de “O Senhor dos Anéis”

Além das mencionadas, os Beatles não poderiam ficar de fora, com “Here Comes the Sun” no 11º lugar da parada Rock Digital Song Sales. “Dancing in the Moonlight”, do King Harvest, ficou em 10º enquanto “Eclipse” do Pink Floyd entrou na 14ª posição.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasEclipse solar faz Soundgarden volta a parada nos EUA com “Black Hole...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades