Quando Michael Angelo Batio estragou o próprio teste para o Kiss

Guitarrista virtuoso era um grande fã dos mascarados, o que acabou atrapalhando a oportunidade de trabalhar com eles

O guitarrista Michael Angelo Batio, shredder famoso pelos trabalhos com o Nitro e em carreira solo, além de atual integrante do Manowar, chegou a fazer teste para integrar o Kiss em 1982. O músico tentou ocupar a vaga deixada por Ace Frehley, mas acabou não conseguindo o trabalho, que ficou com Vinnie Vincent.

Em entrevista de 2021 ao canal de YouTube “That Jamieson Show”, com transcrição do Ultimate Guitar, Batio revelou que praticamente se “autossabotou” durante o teste. O motivo? Ele era tão fã de Kiss que não conseguia agir de forma profissional.

- Advertisement -

O músico declarou:

“A audição rolou quando eles contrataram o Vinnie Vincent. Eu era novo, saí da faculdade e fui trabalhar com a Shrapnel Records de Mike Varney, que descobriu músicos como Richie Kotzen e Paul Gilbert. […] Varney conseguiu a audição para o Kiss e eu entrei lá com medo, pois era um grande fã de Kiss. Lá no começo, uma banda minha venceu um concurso e abriu para eles, então eu era fã antes mesmo deles se tornarem grandes.”

Batio não conseguiu se conter e, em sua visão, portou-se como um “fanboy”.

Leia também:  Turnê de Paul Di’Anno pelo Brasil volta a ser adiada devido a problemas de saúde

“Agi como um fã ao máximo e percebi logo de cara que não iria conseguir o trabalho pela forma como me portei. Não era por eu não conseguir tocar. Mostrei a Gene Simmons (vocalista e baixista) como eu tocava.”

Michael Angelo Batio bem tratado

Apesar de sua atitude, Michael Angelo Batio disse que foi muito bem tratado pelos músicos do Kiss.

“Éramos eu, Gene, Paul Stanley (vocalista e guitarrista) e Eric Carr (bateria) no SIR Studio, em Hollywood. Eles foram tão legais comigo, mesmo eu me portando como um fanboy. Virei amigo de Gene e até fui na casa dele. Ele adorava Nitro e me achava um bom guitarrista.”

Por fim, o músico disse ter extraído um grande aprendizado de toda a situação.

Leia também:  A música e o disco do Deep Purple que são os preferidos de Tony Iommi

“Aprendi sobre ser um fanboy. Se você chega até alguém e o vê tipo ‘oh meu Deus, eu te amo’, isso imediatamente te separa dos artistas. Fica tipo: ‘ok, esse aqui é um fã’. Nunca conheci Paul McCartney, embora tenha conhecido a maior parte dos meus ídolos, mas se eu o encontrar, vou chegar perguntando: ‘como foi seu café da manhã no hotel?’ ou algo assim (risos). Perguntarei coisas normais.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesQuando Michael Angelo Batio estragou o próprio teste para o Kiss
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades