Amigos de Roberto Medina também o incomodam por Rock in Rio estar “menos rock”

Empresário garante, no entanto, que a ampliação de estilos proposta para a próxima edição é irreversível

A principal reclamação a cada nova edição do Rock in Rio reside no fato de que, devido ao seu nome, parte do público entende que o evento deveria ser restrito ao rock and roll e suas vertentes – embora o Festival de Jazz de Montreux tenha rock e o Monsters of Rock conte com seres humanos.

­

- Advertisement -

É sabido que desde 1985, quando estreou, a festa foi aberta a diferentes gêneros musicais. A coisa ficou ainda mais ampla para sua próxima edição, que acontece ainda este ano. Em entrevista ao jornal O Globo, Roberto Medina falou sobre a adição do sertanejo e da bossa nova ao caldeira sonoro.

Disse o empresário e idealizador do RIR:

“Peguei Luan Santana, Ana Castela, Chitãozinho e Xororó. Chamei o (Roberto) Menescal para uma homenagem à bossa nova, que foi a cara do Brasil e está esquecida. Não há um espaço dedicado ao gênero. Quando se faz um trabalho democrático, tem que ser democrático de verdade. A gente foi avançando no funk, no trap e estava faltando essa parte. Há toda uma geração cantando música sertaneja, ganhou uma dimensão enorme. Dei aquele passo de chamar o Luan Santana para assistir ao The Town e gostei muito dele. Acho que é o início de uma caminhada, para desespero dos meus amigos roqueiros (risos).”

A última frase evidencia que o leitor não é solitário entre os reclamões. Sim, o próprio Medina ouve umas “cornetas”.

“Ficam loucos comigo, querem me matar (risos). Quando anuncio o pop, é a mesma coisa. Eles são barulhentos, fazem confusão e grita pelas redes, mas faz parte.”

Elogios ao metal e seu público

Apesar de tudo, Roberto garante possuir apreço pelo lado mais pesado, presente desde o primeiro Rock in Rio. Não faltam elogios ao público.

“Quando fiz o primeiro dia do metal e olhei as pessoas de preto com aqueles cruzes… Mas sabe que é o público mais tranquilo e o que mais consome? São do bem total. Não tem confusão no dia do metal, é muito mais uma questão da vestimenta…”

Sobre o Rock in Rio 2024

O Rock in Rio 2024 acontece nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro. A edição marca os 40 anos de história do festival, terá sua venda geral pelo site da Ticketmaster no dia 23 de maio.

Leia também:  Pete Townshend faz 79 anos; veja outros fatos da música em 19 de maio

Pela primeira vez, o Palco Sunset terá a mesma boca de cena que o Palco Mundo. Este, por sua vez, contará com megaestrutura de 104m de frente e 30m de altura.

A Cidade do Rock também contará com uma nova área: o Global Village. Esse novo espaço de entretenimento deve ocupar 7.500 m² da Cidade do Rock e, além de shows do Clube do Samba + convidados, contará com cenografia inspirada em ícones arquitetônicos de todo o mundo — onde as pessoas poderão andar por uma longa via, entrar em lojas e experimentar pratos de diversos países.

Confira o lineup oficial até o momento.

13/09:

  • Palco Mundo: Travis Scott | 21 Savage | Matuê com part. Wiu e Teto | Ludmilla
  • Palco Sunset: MC Cabelinho + Coral das Favelas | Orochi + Chefin + convidado a ser anunciado | Veigh + Kayblack | Funk Orquestra convida MC Daniel, Rebecca e MC Soffia.
  • New Dance Order: Deadmau5

14/09:

  • Palco Mundo: Imagine Dragons | OneRepublic | Zara Larsson | Lulu Santos
  • Palco Sunset: NX Zero | James | Christone “Kingfish” Ingram” | Penélope + Pato Fu
  • New Dance Order: DJ Snake
  • Espaço Favela: Dennis DJ

15/09:

  • Palco Mundo: Avenged Sevenfold | Evanescence | Journey | Os Paralamas do Sucesso
  • Palco Sunset: Deep Purple | Incubus | Planet Hemp + Pitty | Barão Vermelho

19/09:

  • Palco Mundo: Ed Sheeran | Charlie Puth | Joss Stone | Jão
  • Palco Sunset: Gloria Groove
  • Espaço Favela: Xande de Pilares
Leia também:  As diferenças criativas do System of a Down, explicadas por Serj Tankian

20/09:

  • Palco Mundo: Katy Perry | Karol G | Cyndi Lauper | Ivete Sangalo
  • Palco Sunset: Iza | Gloria Gaynor | Tyla | Luedji Luna convida Tássia Reis e Xênia França
  • New Dance Order: Alison Wonderland
  • Espaço Favela: Pocah
  • Global Village: Angélique Kidjo

21/09:

  • Palco Mundo: Para Sempre: Rock (Capital Inicial, Detonautas, NX Zero, Pitty, Rogério Flausino e Toni Garrido) | Para Sempre: Sertanejo (Chitãozinho & Xororó e Orquestra Heliópolis convidam Ana Castela, Junior, Luan Santana e Simone Mendes) | Para Sempre: MPB (Carlinhos Brown, Daniela Mercury, Majur, BaianaSystem, Ney Matogrosso e Margareth Menezes) | Para Sempre: Trap (MC Cabelinho, Kayblack, Matuê, Orochi, Filipe Ret, MC Ryan SP e Veigh)
  • Palco Sunset: Para Sempre: POP (Duda Beat, Gloria Groove, Jão, Ludmilla, Lulu Santos e Luísa Sonza) | Para Sempre: Samba (Zeca Pagodinho convidam Alcione, Diogo Nogueira, Jorge Aragão, Maria Rita e Xande De Pilares) | Para Sempre: Rap (Criolo, Djonga, Karol Conká, Marcelo D2 e Rael)
  • Global Village: Para Sempre: Bossa Nova (Bossacucanova com participação de Cris Delanno, Leila Pinheiro, Roberto Menescal e Wanda Sá) | Para Sempre: Soul (Banda Black Rio, Claudio Zoli e Hyldon) | Para Sempre: Jazz (Leo Gandelman, Jonathan Ferr, Antônio Adolpho e Joabe Reis)
  • Espaço Favela: Para Sempre: Funk (MC Don Juan, MC Hariel, MC IG, MC Livinho, MC Dricka, MC Ph) | Para Sempre: Música Clássica (Nathan Amaral e Orquestra Jovem Da Sinfônica Brasileira) | Para Sempre: Baile Funk (Buchecha, Funk Orquestra, MC Carol, Tati Quebra Barraco, Cidinho E Doca e Kevin O Chris)
  • New Dance Order: Para Sempre: Eletrônica (DJs Mochakk, Beltran X Classmatic, Eli Iwasa X Ratier e Maz X Antdot).

22/09:

  • Palco Mundo: Shawn Mendes | Akon | Ne-Yo
  • Palco Sunset: Mariah Carey
  • Espaço Favela: Belo

Sem data:
Luísa Sonza

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasAmigos de Roberto Medina também o incomodam por Rock in Rio estar...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

5 COMENTÁRIOS

  1. Acredito que o problema não seja os vários estilos musicais do festival e sim o baixo nível da noite do metal em uma comemoração de 40 anos da edição.
    Tenho os Cards comprados e já os vendi
    2022 foi a última vez que frequentei o festival
    Foi uma decepção total

  2. O Xente in Rio deveria ser em julho e setembro deixa para os rockeiros, assim como em fevereiro o carnaval, estão usando um nome de show que é só para Rock, misturando um Monte de estilo de musica

  3. o problema nao é a mistura de estilos musicais, so que vc levo a nome de um evento de “rock in rock”, troca o nome dessa merda entao… ai vc pode levar qm vc quiser. Pq qndo vc coloca um nome direcionado p algo especifico, que dizer q aqui sera p a especificação q foi colocada no texto.

  4. O nome já diz tudo . Não que eu seja contra os outros estilos, porém acredito que deva ter somente bandas de Rock , seria um evento dedicado ao rock and rolo que aliás bandas não faltam . Fora axe MPB funk pagode . Rock in Rio e do rock

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades