A curiosa razão que fez Jimmy Page virar ídolo, segundo Steve Stevens

Segundo o guitarrista parceiro de Billy Idol, a acessibilidade das músicas para iniciantes foi vital para transformar líder do Led Zeppelin em referência

Jimmy Page tornou-se um dos maiores guitarristas da história do rock com seu trabalho nos Yardbirds e, principalmente, Led Zeppelin. De forma inegável, ajudou a moldar a imagem do estilo a partir da década de 1970.

Contudo, um aspecto de seu estilo é subestimado em termos de explicar sua importância para guitarristas: o quão acessível era para iniciantes.

- Advertisement -

Integrante da banda de Billy Idol, Steve Stevens conversou com o site Sonic Perspectives (via Rock Celebrities) e discutiu esse aspecto do estilo de Page, revisitando sua experiência aprendendo a tocar em um violão.

“É meio rudimentar começar quando garoto. As coisas são bem diferentes agora, mas se você ganhava seu primeiro violão antigamente, não tinha como tocar ‘Purple Haze’ em um violão. Sabe, não tinha como. É por isso que muitos da minha geração amam Led Zeppelin. Porque com Page, todo álbum tinha um monte de coisas acústicas. E mesmo quando ele tocava guitarra, dava pra tocar no violão.”

Leia também:  Um relato apaixonado de Kate Bush sobre a beleza dos discos de vinil

O guitarrista, famoso por sua colaboração de longa data com Billy Idol, deu exemplos em seguida.

“Dá pra tocar ‘Whole Lotta Love’ no violão; ainda vai soar como ‘Whole Lotta Love’. Aquela mistura de folk. E então eu esbarrei num professor de guitarra flamenco, e eu me apaixonei por música flamenco.”

Jimmy Page é mais do que um guitarrista para Paul Stanley

Durante a 11ª edição do cruzeiro Kiss Kruise, Paul Stanley foi convidado a dizer quem seria o seu grande modelo musical. O vocalista e guitarrista do Kiss respondeu, conforme transcrição do Blabbermouth:

“O cara que eu mais respeito e teve mais impacto em mim é Jimmy Page. Ele é o meu Beethoven. Ele está muito além dos outros. Jimmy Page é um diretor de fotografia, um arranjador brilhante. Ele pinta com o som. Está em um nível totalmente próprio. Há muitos grandes guitarristas por aí, mas ele vai muito além.”

Leia também:  Dave Navarro já ofereceu US$ 20 mil por dedo amputado de Al Jourgensen

Stanley assistiu ao Led Zeppelin em sua primeira turnê pelos Estados Unidos. Hoje, a relação com o ídolo é de amizade.

“Eu era um garoto de 17 anos vendo-os em 1969. Aquilo mudou minha vida. Não podia acreditar como eram ótimos. Uma barra de comparação muito alta. E estar neste ponto da minha vida em que eu saio para jantar com Jimmy, ou ele me manda mensagens sobre o Kiss dizendo ‘Vocês são uma banda de rock and roll séria e f*da.’ Bem, não dá para ser melhor do que isso.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA curiosa razão que fez Jimmy Page virar ídolo, segundo Steve Stevens
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e cursou Direção Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Apaixonado por música, já editou blogs de resenhas musicais e contribuiu para sites como Rock'n'Beats e Scream & Yell.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades