John Lydon tentará entrar no Eurovision para conscientizar sobre Alzheimer

Vocalista do Public Image Ltd apresentará música dedicada à esposa, diagnosticada com a doença em 2018

John Lydon, vocalista do Public Image Ltd (PiL) e eterno Johnny Rotten do Sex Pistols, quer entrar no tradicional concurso europeu Eurovision para conscientizar as pessoas a respeito do Alzheimer. A esposa do cantor, Nora Forster, foi diagnosticada com a doença em 2018.

Para homenageá-la, ele compôs a música “Hawaii”, lançada em janeiro, que apresentará junto do PiL no programa “Late Late Show” no dia 3 de fevereiro. A banda concorre a uma vaga para representar a Irlanda na competição e, por isso, realizará tal performance.

- Advertisement -

A canção, “dedicada a todos que estão passando por momentos difíceis com a pessoa que mais gostam”, relembra uma viagem de férias do casal, juntos há 48 anos, para o Havaí, nos Estados Unidos. Lydon descreveu a ocasião como “a melhor semana das nossas vidas”.

Como explicou para o jornal The Guardian, seu principal objetivo ao cantar a faixa é espalhar uma mensagem importante.

“Estou fazendo isso para destacar a pura tortura que é ter a doença de Alzheimer. Ela é sempre varrida para debaixo do tapete, mas esperamos chegar a um estágio mais próximo de uma cura ao dar atenção para ela.”

O músico já tinha revelado que cuida de Forster em tempo integral e que não abandonaria a esposa, recusando-se a interná-la em uma clínica ou asilo. Ele abordou o assunto novamente:

“Mesmo na doença, ainda estamos descobrindo coisas novas e ótimas um sobre o outro. Com a doença de Alzheimer, nem sempre é possível formular palavras, mas a pessoa real continua lá. A coisa mais triste que você pode fazer é cortar laços.”

Pausa na carreira e retomada pontual

Diante da situação, John Lydon deu uma pausa em sua carreira musical, sendo “Hawaii” a primeira faixa inédita do Public Image Ltd em oito anos. O álbum de estúdio mais recente da banda, “What the World Needs Now…”, saiu em 2015.

Leia também:  Tarja e Marko Hietala começam turnê conjunta; veja vídeos e setlist

Ainda sobre o Eurovision, o ex-vocalista do Sex Pistols admitiu que não ouvirá a inscrição dos outros concorrentes, para que isso não o atrapalhe. Também disse estar nervoso para cantar a música citada ao vivo.

“Eu vou ficar absolutamente aterrorizado e assustado com o palco e todo o resto. A percepção de quão grande é o público me paralisa.”

A opinião de John Lydon sobre o Eurovision

Apesar de querer fazer parte do famoso concurso que revelou o Måneskin em 2021, John Lydon não poupou críticas à competição. Em janeiro deste ano, durante uma conversa na rádio RTÉ Radio 1 (via Standard), ele mostrou gratidão pela oportunidade de concorrer a uma vaga, mas chamou as apresentações do Eurovision de “revoltantes”.

“É absolutamente horrível, as músicas, a coisa toda é revoltante para mim. Eu sou um compositor, me apresento ao vivo e esses shows parecem terrivelmente falsos para mim. Mas olha, vamos dar a chance do Eurovision de sair desse formato.”

O Eurovision teve sua primeira edição em 1956 e não parou desde então – exceto por 2020, devido à pandemia. Os países do Velho Continente – além da Austrália como convidada – enviam um representante cada, competindo com uma composição inédita. Cada nação tem direito a votar nas suas vizinhas. O melhor ranqueado vence.

Leia também:  12 shows internacionais de rock e metal no Brasil em março de 2024

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasJohn Lydon tentará entrar no Eurovision para conscientizar sobre Alzheimer
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades