Jeff Beck, um dos maiores guitarristas da história, morre aos 78 anos

Músico invoador de seu instrumento faleceu após contrair meningite bacteriana, de acordo com nota divulgada pela família

Jeff Beck, um dos maiores guitarristas de todos os tempos, morreu aos 78 anos de idade. A informação foi confirmada em nota divulgada por sua família à imprensa.

Segundo o comunicado (via Variety), Beck contraiu meningite bacteriana de forma repentina. Ele faleceu na última terça-feira (10).

“Em nome de sua família, é com profunda tristeza que compartilhamos a notícia da morte de Jeff Beck. Depois de contrair repentinamente meningite bacteriana, ele faleceu pacificamente ontem. Sua família pede privacidade enquanto processa esta tremenda perda.”

- Advertisement -

De acordo com o site Beep Saúde, a meningite bacteriana é uma inflamação das meninges, as membranas que envolvem o encéfalo (cérebro, bulbo, cerebelo e a medula espinhal) causada pela presença de bactérias. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa por meio de gotículas e secreções do nariz e da garganta expelidas durante a fala, espirro ou tosse.

Homenagens ao gigante

Diversos astros do rock fizeram homenagens a Beck por meio das redes sociais. Confira abaixo algumas delas.

Ronnie Wood (Rolling Stones, Jeff Beck Group, Faces): “Agora que Jeff se foi, sinto que um dos meus irmãos deixou este mundo e que vou sentir muito a falta dele. Estou enviando muita solidariedade a Sandra, sua família e a todos que o amavam. Quero agradecê-lo por todos os nossos tempos iniciais juntos no Jeff Beck Group, conquistando a América pela primeira vez. Musicalmente, estávamos quebrando todas as regras, foi um rock ‘n’ roll fantástico e inovador! Ouça a incrível faixa ‘Plynth’ em sua homenagem. Jeff, eu sempre vou te amar. Deus abençoe.”

https://www.instagram.com/p/CnSs9JkqlOh/

Mick Jagger (Rolling Stones): “Com a morte de Jeff Beck perdemos um homem maravilhoso e um dos maiores guitarristas do mundo. Todos nós sentiremos muito a falta dele.”

Jimmy Page (Led Zeppelin): “O guerreiro de seis cordas já não está aqui para admirarmos o feitiço que ele poderia tecer em torno das nossas emoções mortais. Jeff canalizava música do etéreo. Sua técnica única. Suas imaginações aparentemente ilimitadas. Jeff, vou sentir a sua falta junto com os seus milhões de fãs. Jeff Beck, descanse em paz.”

https://www.instagram.com/p/CnSqk8rDxZR/

Ozzy Osbourne (Black Sabbath, solo): “Não consigo expressar o quanto estou triste ao saber da morte de Jeff Beck. Que perda terrível para sua família, amigos e seus muitos fãs. Foi uma honra ter conhecido Jeff e uma honra incrível tê-lo no meu álbum mais recente, ‘Patient Number 9’. Viva Jeff Beck!”

David Gilmour (Pink Floyd): “Estou arrasado por saber da notícia da morte de meu amigo e herói Jeff Beck, cuja música emocionou e inspirou a mim e a inúmeras outras pessoas por tantos anos. Meus sentimentos e os de Polly vão para sua adorável esposa Sandra. Ele estará para sempre em nossos corações.”

Tony Iommi (Black Sabbath): “Fiquei totalmente em choque ao saber da triste notícia da morte de Jeff Beck. Jeff era uma pessoa tão legal e um excelente guitarrista, icônico e genial – nunca haverá outro Jeff Beck. Sua forma de tocar era muito especial e distintamente brilhante! Ele fará falta. Descanse em paz.”

Geezer Butler (Black Sabbath): “Chocado ao saber da morte repentina de Jeff Beck. Verdadeiramente um dos grandes. A primeira vez que o vi foi em 1966 com os Yardbirds. Guitarrista brilhante e único. Descanse em paz.”

Dave Davies (The Kinks): “Estou com o coração partido, ele parecia em boa forma para mim. Tocando muito bem, estava em ótima forma. Estou chocado e desnorteado. Meus mais profundos sentimentos à esposa, amigos, parentes. Estou desnorteado. Jeff Beck, não faz sentido, não entendo. Ele era um bom amigo e um grande guitarrista.”

Paul Stanley (Kiss): “UAU. Que notícia terrível. Morreu Jeff Beck, um dos mestres da guitarra de todos os tempos. De Yardbirds e Jeff Beck Group em diante, ele abriu uma trilha impossível de se superar. Toque agora e para sempre.”

Gene Simmons (Kiss): “De coração partido ao dizer que o grande Jeff Back infelizmente faleceu. Ninguém tocava guitarra como Jeff. Por favor, ouça os dois primeiros álbuns do Jeff Beck Group e contemple a grandeza.”

Leia também:  A condição de Andreas Kisser para ter Max e Iggor Cavalera em show final com Sepultura

Sammy Hagar (Van Halen, Montrose, The Circle, Chickenfoot, solo): “Com certeza um dos meus guitarristas favoritos de todos os tempos! O álbum ‘Truth’ mudou minha vida. Como cantor e guitarrista, eu queria ser Jeff Beck e Rod Stewart juntos – todos nós queríamos. Que perda. Todos sentiremos falta de Jeff. Meu amor e condolências à sua família e entes queridos.”

Glenn Hughes (Deep Purple, The Dead Daisies, Black Sabbath, solo): “Adeus ao Rei. Maior de todos os tempos. Estou chocado e triste. Nunca haverá outro como você, meu velho amigo. Descanse em paz, Jeff.”

Duff McKagan (Guns N’ Roses, Velvet Revolver, Loaded, solo): “Descanse em paz, Jeff Beck. Você sempre tratou a mim e a Susan com carinho. Um homem íntegro e especial.”

David Coverdale (Whitesnake, Deep Purple): “Oh meu coração… descanse em paz, Jeff. Eu já sinto sua falta.”

Steve Hackett (Genesis, solo): “Notícias devastadoras sobre a perda de uma lenda da guitarra muito amada e influente, Jeff Beck. Ele fez a guitarra cantar… uma poderosa influência para mim e para muitos outros.”

Andreas Kisser (Sepultura): “Descanse em paz.”

Mick Mars (Mötley Crüe): “Descanse em paz, Jeff Beck. Estou tão triste.”

Mike Portnoy (Dream Theater, The Winery Dogs, Sons of Apollo etc): “Absolutamente chocado ao saber da morte de Jeff Beck, um dos maiores de todos os tempos! Seu estilo inovador criou alguns dos meus álbuns de fusion favoritos como ‘There & Back’ e ‘Blow By Blow’ e seu DVD ‘Live at Ronnie Scott’ é uma master class absoluta. Descanse em paz, Jeff Beck.”

Sobre Jeff Beck

Nascido em 24 de junho de 1944, em Wallington, Surrey, na Inglaterra, Geoffrey Arnold Beck envolveu-se com a música inicialmente cantando em um coral de igreja. Ao conhecer o trabalho de outro revolucionário da guitarra, Les Paul, ficou impressionado e se apaixonou pelo instrumento. Porém, só começou a tocar mesmo na adolescência.

No início da vida adulta, transitou por uma série de bandas em Londres. Em 1965 juntou-se ao Yardbirds na vaga deixada por Eric Clapton. Ficou apenas um ano, período em que a banda lançou seus maiores hits. A passagem acabou mal, já que ele foi demitido por constantemente não aparecer para os shows.

Em 1967, foi a vez de arriscar-se como dono de banda: o Jeff Beck Group, com Rod Stewart nos vocais, Ronnie Wood no baixo e Micky Waller na bateria. Os primeiros álbuns do projeto, “Truth” (1968) e “Beck-Ola” (1969), são citados como fundamentais para o desenvolvimento do heavy metal. Foi considerado para substituir Syd Barrett no Pink Floyd, mas ninguém na banda teve coragem de convidá-lo.

Com o fim da formação inicial de seu próprio grupo, montou o Beck, Bogert & Appice e seguiu trabalhando em carreira solo, além de uma nova configuração do Jeff Beck Group. Explorou não apenas as já conhecidas influências do blues e rock, como também da soul music, incluindo colaborações com Stevie Wonder.

Na década de 1980, Beck restringiu seu trabalho a apenas algumas aparições em shows beneficentes. Retornou de vez com o álbum “Flash” e também se reuniu com Rod Stewart. A partir dos anos 1990, reduziu o ritmo de sua carreira, com idas e vindas e longos hiatos entre seus álbuns. Entre suas colaborações nas décadas de 1980 e 1990, estão registros com Mick Jagger, Jon Bon Jovi, Buddy Guy, Tina Turner, Seal, Duff McKagan, Brian May e ZZ Top.

Seu último trabalho completo foi “18”, uma colaboração com o ator e também músico Johnny Depp. Saiu em julho do ano passado e reuniu majoritariamente covers de artistas como Beach Boys, Marvin Gaye e The Velvet Underground. Participou também de “Patient Number 9”, álbum solo mais recente de Ozzy Osbourne, gravando guitarra em duas músicas: a faixa-título e “A Thousand Shades”.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasJeff Beck, um dos maiores guitarristas da história, morre aos 78 anos
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades