Roqueiro, Gustavo Scarpa diz que colegas de Palmeiras “aceitam” Foo Fighters e Red Hot

Jogador é famoso por seus gostos "peculiares" em comparação com os colegas: rock and roll, esportes radicais e literatura clássica

Gustavo Scarpa, meia do Palmeiras, é um tipo raro de jogador de futebol: o que gosta de rock. Como nos treinos e concentrações a trilha sonora é baseada no pagode, sertanejo, funk e música gospel, o atleta revelou que sofre um pouco para conseguir tocar um rock quando está com os colegas – e consegue, desde que não seja nada muito pesado.

Em uma longa e detalhada entrevista ao GE, o jogador, que é notório também por se interessar por literatura e esportes radicais, falou sobre suas preferências musicais e como as apresenta aos demais jogadores do Palmeiras. Segundo ele, os outros atletas aceitam ouvir um pouco de rock junto dele, citando como exemplos o Foo Fighters e o Red Hot Chili Peppers.

“No vestiário, não dá. Na hora que bate o som da guitarra, os caras já ‘não, não, não, tira’. Eu só consigo colocar na academia, em treino. Mas aí quem chega antes coloca. Mas eu também não coloco uns rocks muito pesados. Já coloco uma música mais de boa. Mas eles aceitam bem quando toca um Foo Fighters, um Red Hot.”

- Advertisement -

O meia ainda revelou não entender como os parceiros de clube conseguem se exercitar com músicas de perfil bem menos agitado.

Leia também:  Diagnosticado com demência, Jack Russell (Great White) anuncia aposentadoria

“Mas é que eu não entendo: os caras colocam um pagode meloso, mano. Eu querendo agachar com 50 quilos lá, fazendo treino de força…”

Os ídolos de Gustavo Scarpa

Ainda sobre sua paixão pelo rock, Scarpa falou sobre alguns ídolos com os quais tiraria uma foto. Com exceção do ator e ex-lutador Dwayne “The Rock” Johnson, todos os nomes citados são da música – e o único fora do rock é o rapper Eminem. O jogador também citou alguns músicos já falecidos.

“Deixa eu ver: com quem eu tiraria foto? Com o Eminem. Com o Dave Grohl, do Foo Fighters, acho que eu tiraria. Se o Taylor Hawkins estivesse vivo, acho que eu tiraria. Com o Chester Bennington também, se fosse vivo. Com o Chris Cornell, se fosse vivo, eu tiraria foto. Com o Jimmy Page, eu com certeza tiraria uma foto. Com o Robert Plant. E acho que com o The Rock também (risos). Eu via muito WWE quando criança.”

A entrevista completa pode ser lida no GE.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasRoqueiro, Gustavo Scarpa diz que colegas de Palmeiras “aceitam” Foo Fighters e...
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades