Taylor Momsen sofreu com depressão e abuso de drogas após morte de Chris Cornell

The Pretty Reckless, banda liderada pela cantora, abria turnê do Soundgarden quando ídolo encerrou sua passagem pelo mundo

Death by Rock and Roll”, álbum mais recente do The Pretty Reckless, foi impactado diretamente por duas mortes em torno da banda. Uma foi a do produtor Kato Khandwala, falecido em um acidente de motocicleta. A outra foi de Chris Cornell.

A perda do veterano vocalista foi sentida não apenas pela idolatria dos jovens músicos, mas também pelo fato de que a banda estava abrindo a turnê do Soundgarden quando o cantor encerrou sua passagem pelo mundo. Taylor Momsen chegou a ter uma última conversa com o frontman horas antes do desfecho.

- Advertisement -

Em bate-papo com a Interview Magazine, a vocalista e guitarrista revelou o impacto da situação em sua vida. E abriu o jogo sobre as consequências.

“Sou a maior fã de Soundgarden no mundo. Abrir uma turnê deles era o auge da minha vida. Então, aconteceu o que aconteceu. Foi devastador para mim. Não estava preparada para lidar.

Entrei em uma espiral bem rápida que incluiu depressão e abuso de substâncias. Caí nesse buraco do qual não conseguia sair e nem sabia se queria. Finalmente cheguei a um ponto em que senti que realmente precisava de música novamente. Estava me privando disso durante esse tempo, algo que nunca havia feito antes.”

Leia também:  O detalhe em que Mick Jagger supera Paul McCartney, segundo Sammy Hagar

Taylor Momsen, The Pretty Reckless e “Death by Rock and Roll” 

Quarto álbum de estúdio do The Pretty Reckless, “Death by Rock and Roll” chegou ao top 10 em várias paradas europeias, além de ter ficado em 28º na Billboard 200.

Dois membros do Soungarden fazem participações especiais: o guitarrista Kim Thayil e o baterista Matt Cameron (que também integra o Pearl Jam). Outro convidado especial é Tom Morello, guitarrista do Rage Against the Machine.

** No Brasil, o Centro de Valorização da Vida (CVV), associação civil sem fins lucrativos, oferece apoio emocional e prevenção do suicídio, gratuitamente, 24 horas por dia. Qualquer pessoa que queira e precise conversar, pode entrar em contato com o CVV, de forma sigilosa, pelo telefone 188, além de e-mail, chat e Skype, disponíveis no site www.cvv.org.br.

Leia também:  O músico brasileiro que Ian Anderson ouvia no auge do Jethro Tull

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesTaylor Momsen sofreu com depressão e abuso de drogas após morte de...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

1 COMENTÁRIO

  1. Saber que o Chris perdeu para essa doença sempre mexeu comigo, sou fã e desde minha adolescência sofro do mesmo mal. Sou um cara sortudo por ter escutado tal voz e que DEUS o tenha.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades