Foto: Katarina Benzova

Slash conta como o Guns N’ Roses fez turnê em meio à pandemia: “sem festas”

“Sem festas pós-shows, sem convidados, sem executivos de gravadoras, sem celebrações. Toda a nossa equipe usava máscaras. Nunca havia contato com o mundo exterior”, revelou o guitarrista

Entre julho e outubro de 2021, o Guns N’ Roses realizou a turnê “We’re F’N Back”, com 25 shows nos Estados Unidos. Mesmo com a ameaça da Covid-19 por todos os cantos, a banda conseguiu cumprir a agenda sem maiores atropelos. E o principal, sem contaminações entre as pessoas próximas – o que não pode ser dito da atração de abertura, o Mammoth WVH, que precisou ficar de fora de algumas paradas por conta do vírus.

Em entrevista ao Daily Star, transcrita pelo Ultimate Classic Rock, Slash falou sobre os protocolos rígidos adotados pelo grupo em seu itinerário.

“Sem festas pós-shows, sem convidados, sem executivos de gravadoras, sem celebrações. Toda a nossa equipe usava máscaras. Nunca havia contato com o mundo exterior. Íamos direto do hotel para o local e voltávamos para o hotel até a hora de viajar para a próxima cidade. Se me dissessem nos anos 1980 que seria assim, eu não teria acreditado. De qualquer modo, creio que ainda será assim por um bom tempo.”

Guns N’ Roses voando nos palcos

Para o guitarrista todo esse ambiente acabou tendo um efeito positivo nas apresentações.

“Francamente, isso se refletiu no palco. A crise restaurou nossa paixão pela música. Nunca gostamos tanto de tocar ao vivo.”

Slash volta à estrada em fevereiro, promovendo o lançamento de seu novo álbum solo, “4”. No segundo semestre, retoma as atividades com o Guns N’ Roses. O grupo se apresenta no Rock in Rio dia 8 de setembro e deve esticar para mais performances pelo país.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share