Diretor original de “O Corvo” explica por que é contra remake

Cineasta entende que tragédia ocorrida com Brandon Lee nas filmagens originais demandaria um maior respeito

Após a divulgação do primeiro trailer da nova versão cinematográfica de “O Corvo” – com direito à parceria de Ozzy Osbourne e Post Malone na trilha –, o diretor da versão de 1994 se manifestou.

Por meio de uma publicação já removida das redes sociais, Alex Proyas expressou seu descontentamento com a iniciativa. O cineasta entende que a tragédia ocorrida com Brandon Lee trinta anos atrás inviabilizaria uma nova versão.

- Advertisement -

Disse o diretor, conforme repercussão do Deadline e da Metal Hammer:

“Eu realmente não fico feliz em ver negatividade sobre o trabalho de qualquer colega cineasta. E tenho certeza de que o elenco e a equipe técnica realmente tinham boas intenções, como todos nós fazemos em qualquer filme. Portanto, me dói dizer mais alguma coisa sobre esse assunto, mas acho que a resposta dos fãs fala muito.”

A menção à reprovação do público se deve ao fato de o trailer ter recebido mais deslikes do que curtidas no YouTube até o momento da publicação da matéria. Alex finaliza:

Leia também:  James Hetfield faz tatuagem com cinzas de Lemmy Kilmister

“‘O Corvo não é apenas um filme. Brandon Lee morreu o fazendo. Ele foi finalizado como uma prova de seu brilho perdido e sua perda trágica. É o seu legado. É assim que deveria permanecer.”

O assassinato de Brandon Lee

Filho do icônico ator e mestre das artes marciais Bruce Lee, Brandon Lee foi assassinado durante as filmagens em 31 de março de 1993, aos 28 anos. Ele foi atingido por um tiro em uma cena. A produção não substituiu a bala no revólver por uma de festim.

O vídeo com a filmagem do momento foi utilizado para contribuição nas investigações e depois, permanentemente destruído como parte de acordo judicial. Responsável pelo disparo, o ator Michael Massee não foi responsabilizado judicialmente. O processo da família foi encerrado após um acordo.

“O Corvo”, versão de 2024

A nova versão traz o ator Bill Skarsgård, astro de “It: A Coisa” (2017), no papel principal de Eric Draven. Além de Skarsgård, a cantora e compositora FKA Twigs também foi anunciada como uma das estrelas. Ela dará vida a Shelly Webster, noiva de Eric.

Leia também:  Remake de “Corra que a Polícia Vem Aí!” terá Pamela Anderson e Liam Neeson

O elenco ainda inclui Danny Huston (“O Convento”), Jordan Bolger (“A Mulher Rei”), Laura Birn (“Caçada Mortal”), e David Bowles (“As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian”). Na equipe artística, o filme tem trilha sonora de Volker Bertelmann (ganhador do Oscar por Nada de Novo no Front), e desenho de produção de Robin Brown.

O longa-metragem tem a direção de Rupert Sanders, responsável por “A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell” (2017). O roteiro é de Zach Baylin, que exerceu a função em “King Richard: Criando Campeãs” (2021).

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasDiretor original de “O Corvo” explica por que é contra remake
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades