O inusitado álbum favorito de Nile Rodgers, de acordo com o próprio

Hitmaker e líder do Chic surpreendeu ao eleger disco de jazz muito diferente de tudo o que ele já fez na vida

Nile Rodgers é um dos músicos mais importantes de todos os tempos. Além de ter cofundado o Chic, banda que se tornou fenômeno de popularidade em meio ao auge da disco music, o guitarrista tocou, produziu ou compôs para uma infinidade de artistas.

Para se ter uma ideia, seu currículo inclui parcerias com Diana Ross, David Bowie, Mick Jagger, Grace Jones, B-52s, Daft Punk, Duran Duran, Madonna, Lady Gaga, Christina Aguilera, entre vários outros. Estima-se que os trabalhos com sua colaboração tenham vendido 500 milhões de cópias em todo o planeta.

- Advertisement -

Curiosamente, porém, o álbum que Rodgers cita como seu favorito de todos os tempos sequer traz seu instrumento. Em entrevista de 2020 à Rolling Stone (via Far Out Magazine), ele revelou que seu álbum predileto é “A Love Supreme”, de John Coltrane.

Leia também:  As músicas dos Beatles em “Sgt. Peppers” que John Lennon não gostava

Lançado em 1964, o icônico trabalho de jazz foi gravado em apenas uma sessão. Coltrane, saxofonista, foi acompanhado de um quarteto composto por McCoy Turner (piano), Jimmy Garrison (contrabaixo) e Elvin Jones (bateria e percussão). Ou seja: nada de guitarra.

Álbum “espiritual” para Nile Rodgers

Nile Rodgers revelou que o álbum continua a ter um efeito “espiritual” sobre ele, apesar de já ter passado décadas de quando apareceu pela primeira vez em sua vida.

“Ele é tudo. Espiritual, artístico, virtuoso… Os polirritmos de Elvin Jones enquanto eles tocam as melodias me deixaram totalmente imerso. Minha preferida é ‘Acknowledgment’, que abre o disco. Ouvi-los cantando foi incrível para mim, parecia que estava olhando para dentro da alma de Coltrane. É pura mágica. Tenho uma coleção de discos bastante substancial. Mas se todos desaparecessem de alguma forma e só tivesse um para ouvir pelo resto da minha vida, seria ‘A Love Supreme’.”

John Coltrane e “A Love Supreme”

Lançado em janeiro de 1965, “A Love Supreme” teve repercussão discreta à época. Com o passar dos anos, alcançou notoriedade e vendeu mais de um milhão de cópias só nos Estados Unidos, faturando disco de platina. Ainda ganhou premiação de ouro no Reino Unido e Itália.

Leia também:  Como “Mellow Gold” e o hit “Loser” levaram Beck ao estrelato

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO inusitado álbum favorito de Nile Rodgers, de acordo com o próprio
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades