Quando Ritchie Blackmore exaltou o “superestimado” Pete Townshend

Guitarrista entendia que o colega de instrumento não era tão bom quanto alguns pensavam; ainda assim, o elogiou

Ritchie Blackmore nunca foi uma figura capaz de demonstrar muitos sentimentos positivos para com a humanidade. Não à toa, o músico coleciona desafetos, com direito a já ter até mesmo tentado resolver as diferenças em pleno palco – Ian Gillan que o diga.

Em entrevista de 1973 a Martin K. Webb, transcrita pelo fansite The Highway Star e repercutida pelo Far Out Magazine, o guitarrista proferiu algumas palavras sobre um colega de instrumento.

- Advertisement -

O alvo foi Pete Townshend, a mente criativa por trás do The Who. Foi um legítimo momento “morde e assopra”.

“Pete Townshend foi definitivamente o primeiro a usar o efeito de feedback. Mas não sendo um guitarrista tão bom, costumava apenas tocar acordes e deixar ecoando no instrumento. Só começou a mexer nos botões do amplificador muito mais tarde. Ele é superestimado na Inglaterra. Mas, ao mesmo tempo, você encontra muitas pessoas como Jeff Beck e Hendrix recebendo crédito pelas coisas que ele começou. Townshend foi o primeiro a quebrar sua guitarra. Ele foi o primeiro a fazer muitas coisas. É muito bom nos acordes também.”

A falta de naturalidade na postura em shows também incomodava Blackmore.

Leia também:  O álbum do Black Sabbath com Dio que Iommi chama de “confuso”

“Gosto de pular no palco, desde que seja feito com classe. Pegue o Free como exemplo. Eles são a melhor banda da Inglaterra. Paul Rodgers é um bom cantor e um performer brilhante sem ficar pulando no ar, fazendo espacates e tudo mais. Ele apenas se move no ritmo da música. Nada como Pete Townshend, que chega ao ponto de esperar até que os fotógrafos estejam com ele no foco antes de saltar. Não é muito espontâneo.”

Ritchie Blackmore e Pete Townshend

Ritchie Blackmore e Pete Townshend estão com a mesma idade atualmente, 78 anos. Ambos seguem na ativa, com o Blackmore’s Night e o The Who, respectivamente.

Antes da pandemia, o primeiro ainda protagonizou uma reunião com o Rainbow, que não passou de shows esporádicos, além de registros ao vivo e singles.

Leia também:  Sammy Hagar teve inveja do Van Halen por conta de “1984” e do hit “Jump”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesQuando Ritchie Blackmore exaltou o “superestimado” Pete Townshend
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades