Quando Keith Richards quase colocou fogo na mansão Playboy

Episódio aconteceu durante a “Stones Touring Party”, que entrou pra história graças à bastidores caóticos gerados pelo abuso de drogas

Sem dúvidas, Keith Richards é um dos principais responsáveis por associar o sexo e as drogas ao rock and roll. Em seis décadas de carreira marcadas pelo excesso, o guitarrista protagonizou histórias excepcionais, tais como um incêndio em uma das mansões mais famosas do mundo. 

No ano de 1972, os Rolling Stones realizaram sua primeira turnê pela América do Norte. A infame excursão, apelidada de “Stones Touring Party”, passou por Chicago, onde os músicos foram hospedados na mansão da Playboy – originalmente sediada na cidade antes de sua mudança para Los Angeles.

- Advertisement -

Durante a estadia, em um momento marcado pelo abuso de drogas, Richards e o colega saxofonista Bobby Keys deram início a um incêndio em um dos banheiros da propriedade. Os detalhes do episódio foram contados pelo guitarrista em sua autobiografia “Life”, lançada em 2010 – via Classic Rock.

Leia também:  Morrissey ainda não devolveu cachê de shows cancelados no Brasil, dizem produtoras

“Bobby e eu estávamos um pouco longe quando colocamos fogo no banheiro. Bem, nós não fizemos isso, a droga sim. Não é nossa culpa. Bobby e eu estávamos sentados no banheiro, confortável e simpático, sentados no chão, e pegamos a bolsa de remédios e estávamos apenas devorando tudo.”

Entorpecida, a dupla só entendeu a situação quando as chamas já tinham tomado conta do ambiente. 

“‘Eu me pergunto o que isso faz?’ E a certa altura… falando sobre nebulosidade ou neblina, Bobby disse: ‘Está enfumaçado aqui’. E estou olhando para Bobby e não consigo vê-lo. E as cortinas estão em chamas. Tudo estava prestes a explodir…”

Por fim, funcionários da mansão invadiram o banheiro para conter o fogo. 

“Houve uma batida na porta, garçons e caras de terno preto trazendo baldes de água. Eles abriram a porta e ficamos sentados no chão, com as pupilas muito travadas. Eu disse: ‘Nós poderíamos ter feito isso nós mesmos. Como você ousa se meter em nosso assunto particular?’”

“Stones Touring Party”

A “Rolling Stones American Tour 1972”, mais conhecida como “Stones Touring Party”, se tornou um capítulo caótico da história da banda. As quarenta e oito apresentações da excursão foram marcadas por conflitos entre a polícia e os fãs, motins e até a explosão de uma bomba na van de equipamentos foi registrada. 

Leia também:  Como vídeo da Playboy fez Eric Singer parar no Black Sabbath

Além do incêndio na mansão da Playboy, os músicos do Stones também se envolveram em uma briga com o fotógrafo Andy Dickerman durante passagem por Rhode Island. O conflito se desdobrou na prisão de Mick Jagger e Keith Richards e ocasionalmente no cancelamento da apresentação daquela noite.  

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesQuando Keith Richards quase colocou fogo na mansão Playboy
Tairine Martins
Tairine Martinshttps://www.youtube.com/channel/UC3Rav8j4-jfEoXejtX2DMYw
Tairine Martins é estudante de jornalismo na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Administra o canal do YouTube Rock N' Roll TV desde abril de 2021. Instagram: @tairine.m

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades