A crítica de Corey Taylor ao “abismo” entre esquerda e direita atualmente

Vocalista do Slipknot culpa polarização da sociedade por ascensão de Donald Trump no mundo político e diz que ambos os lados "só querem lacrar"

Corey Taylor sempre foi aberto quanto ao seu desdém por Donald Trump. Em ocasiões passadas, o vocalista do Slipknot chegou a definir como “idiotas” tanto o ex-presidente dos Estados Unidos quanto quem votou nele.

Porém, durante entrevista ao Consequence, o músico culpou a polarização da sociedade pela ascensão do empresário no mundo político. Ele falou:

“Acho que estão seguindo alguém cegamente que não dá a mínima para eles. Mas a razão pela qual existe esse culto ao Trump agora é por causa do abismo que se abriu entre os dois lados do debate político.”

- Advertisement -

Na visão de Taylor, tanto a esquerda quanto a direita política têm culpa pelo caminhos extremos que têm sido tomados no debate público.

“Assim que a esquerda começou a criticar, esculhambar e ridicularizar pessoas da direita, elas começaram a ir mais pros extremos e o pessoal da esquerda começou a fazer a mesma coisa – a ponto de nem ser mais sobre política. É sobre dar o melhor lacre [‘burn’, na expressão original usada]. Tentar encontrar a melhor maneira de esfregar na cara de alguém, seja certo ou não; é tudo voltado ao lacre hoje em dia.”

Corey Taylor e a polarização

As declarações de Corey Taylor sobre o assunto não pararam por aí. O cantor disse que a tendência de conservadores chamarem esquerdistas de pedófilos – nascida a partir de uma seita online criada a partir de teorias da conspiração – surgiu após a direita começar a ser referida como nazista. Isso ocorreu em parte devido a eventos como a marcha de apoiadores de Trump em Charlottesville, no estado da Virgínia, cheios de elementos associados à ideologia — desde bandeiras a slogans.

Leia também:  Sem Brasil e com Argentina, Judas Priest anuncia festas globais de “Invincible Shield”

No final, Corey apontou:

“Não importa. E quando não importa, nada importa. E esse é o problema. Até as coisas importarem novamente, até que possamos desenvolver uma maneira de falar um com o outro, essa m#rda vai continuar acontecendo, até os dois oponentes políticos serem um rato e um rato de peruca.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasA crítica de Corey Taylor ao “abismo” entre esquerda e direita atualmente
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e cursou Direção Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Apaixonado por música, já editou blogs de resenhas musicais e contribuiu para sites como Rock'n'Beats e Scream & Yell.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades