Por que Andy Summers nunca gostou de Les Paul e vendeu a dele para Eric Clapton

Músico do The Police chegou a ter o clássico modelo Gibson Les Paul Sunburst de 1959, mas passou adiante

Após não se adaptar com o instrumento, o guitarrista Andy Summers vendeu sua Les Paul para Eric Clapton. Também conhecida como “Summers Burst”, a Les Paul Sunburst de 1959 se tornaria a principal do músico no Cream, na fase de meados de 1966 a 1967.

Em suas memórias, o eterno membro do The Police lembra-se de ter comprado o instrumento por apenas £ 80 e depois vendê-lo para Clapton por cerca de £ 200 – dois valores irrisórios na realidade atual. Durante entrevista ao podcast Everyone Loves Guitar (transcrita pelo Ultimate Guitar), ele recordou:

“Eu realmente não gostei da Les Paul. Parecia haver algo errado com a minha. Vendi para Eric e comprei uma Telecaster 58 branca, que na época era uma guitarra de aparência bastante radical. A Les Paul era pequena, pesada e estranha, com um som realmente de overdrive. Acho que no meu caso o captador traseiro não estava certo, embora não parecesse incomodar Clapton em nada.”

- Advertisement -

Refletindo sobre a cultura guitarrística da Londres dos anos 1960, Summers recordou:

“Era tudo muito novo, e estávamos em um constante estado de mudança sobre quais guitarras eram legais, etc. Coisas como Fenders não existiam. Ter uma Stratocaster era muito elegante. Claro, pelos preços de hoje, elas seriam consideradas muito baratas…”

Gibson ES-335 e Fender Stratocaster

O guitarrista ressaltou que foi somente com o modelo ES-335 que a Gibson conseguiu alcançar a popularidade da Fender Stratocaster, sugerindo que um 335 e uma Strat formam a base da coleção de qualquer guitarrista sério:

“Em algum lugar lá atrás, antes de eu ir para Londres, a ES-335 havia chegado, o que foi um avanço fantástico. Foi como se finalmente a Gibson tivesse acertado. Eles fizeram a Les Paul, mas a Stratocaster é uma espécie de guitarra definitiva. Acho que a única que realmente a desafiou foi a 335. Ela se tornou praticamente um instrumento universal. Qualquer guitarrista que valha terá uma 335 e uma Strat.”

Andy Summers e “Harmonics of the Night”

O álbum mais recente de Andy Summers foi “Harmonics of the Night”. Lançado em outubro de 2021, o trabalho encerra uma trilogia iniciada em “Metal Dog” (2016) e prosseguida em “Triboluminescence” (2017).

Leia também:  dUg Pinnick, do King’s X, era discriminado na igreja e implorava a Deus para deixar de ser gay

O conceito começou com uma improvisação de violão para uma exposição de museu com fotos do músico. O trabalho foi disponibilizado seis dias antes do início de uma nova exibição na Leica Gallery, em Londres.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPor que Andy Summers nunca gostou de Les Paul e vendeu a...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades