Bandas como Van Halen e Mötley Crüe estragaram o rock, diz Tony Carey

Para ex-tecladista do Rainbow, estética glam somada a clipes feitos para a MTV arruinaram "mística" presente no gênero

Os anos 1980 tiveram grande importância para o rock. Bandas campeãs de vendas como Guns N’ Roses, U2 e Bon Jovi iniciaram suas carreiras nessa época. Mas para Tony Carey, o período comprometeu o gênero musical. 

O tecladista, conhecido pelo trabalho com o Rainbow entre 1975 e 1977, abordou o assunto em entrevista ao podcast VintageRock Pod (via Rock Celebrities). Para ele, a estética extravagante do glam metal, popularizado em tal década, tirou a “mística” característica da cena. Não só as bandas voltadas para o estilo, como o Mötley Crüe, mas também os seus clipes transmitidos na MTV, como declarou: 

“Para mim, o rock and roll é sobre a mística. E, de repente, você tinha pessoas que não eram atores gravando vídeos, era ridículo. Então isso levou ao inevitável, que é o glam, quando você pega o David Lee Roth [vocalista do Van Halen] e caras que são atores usando roupas de lycra e o Mötley Crüe. Eu não gostei de nada dessa época. Eu sou um cara dos anos 70 e até dos 60, então minha ideia de rock é o rock. Tem uma mística e uma imagem.”

- Advertisement -

Para exemplificar o ponto de vista, o músico elencou grupos que, para ele, representam de fato o gênero. Um dos critérios foi, justamente, não ter sido beneficiado pela MTV:

“Antes você não precisava ter mulheres sexy nos clipes porque não havia um clipe. E se as bandas vinham tocar em sua cidade, você ia vê-los e ia espalhando para outras pessoas a notícia. Essa era a mística ocasional que o Led Zeppelin tinha. O Zeppelin não era uma banda da MTV, nem o Creedence Clearwater, The Doors, Big Brother and the Holding Company, Grateful Dead, Fleetwood Mac. São bandas muito boas dos anos 60 e 70.”

Tony Carey e os anos 1980

Tony Carey ainda mencionou que o Rainbow, fundado em 1975, diferenciava-se das bandas dos anos 1980 pelo intervalo de surgimento entre elas. O artista concluiu o raciocínio opinando mais uma vez sobre outras atrações do rock “fabricadas” pela emissora mencionada:

“A próxima geração, no início dos anos 80, estava 5, 6, 7 anos na frente da gente. Esse é o glam rock que tomou conta de tudo, o Warrant, Poison, Van Halen, Ratt… todas essas coisas foram feitas para a MTV. Quando David Coverdale voltou, ele tinha um novo visual e uma namorada sexy. Ótimo, isso fez bem para ele, mas eu odiei.”

Leia também:  Biografia de Alex Van Halen será uma “carta de amor” para Eddie

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasBandas como Van Halen e Mötley Crüe estragaram o rock, diz Tony...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades