Por que Eric Clapton é superestimado, segundo Tracii Guns

Guitarrista do L.A. Guns entende que outro ex-membro do The Yardbirds está muito acima

Apesar de ser um guitarrista referencial na história, Eric Clapton nunca foi realmente uma unanimidade. Dos anos 1970 em diante, o músico desenvolveu uma carreira cheia de altos e baixos, que contaram com várias incursões em sonoridades que fugiam de seu lado blueseiro e apelavam para abordagens mais comerciais.

­

- Advertisement -

Sendo assim, não são poucos que o consideram uma figura superestimada – o que, é importante lembrar, não significa ser ruim. Tracii Guns concorda. O membro do L.A. Guns falou sobre o tema em conversa com Dee Snider (Twisted Sister) para o Shout It Out Loudcast.

Ele disse, conforme transcrição do Guitar.com:

“Para mim, o auge de Clapton se deu no Cream. Ele usou sons de guitarra sujos, pedal wah-wah, ia fundo. Depois, não fez mais nada disso. Mas Jeff Beck já tinha tudo no The Yardbirds. Alguns defendem Eric dizendo: ‘bem, sim, mas ele é um cara do blues’. Todo mundo é um cara do blues!”

Guns não consegue nem estabelecer uma comparação entre os dois mencionados.

“Não estou tentando desdenhar de Clapton… Mas, sabe, você fala sobre caras subestimados. E os caras superestimados? Você vai colocar Clapton no mesmo patamar de Jeff Beck? Em que realidade?”

Tracii Guns e Yardbirds

E não pense que se trata de uma opinião sem embasamento. Tracii é um grande fã da banda em que ambos estiveram envolvidos.

“Eu poderia viver sem Clapton, sabe? Eu poderia viver sem a personalidade dele, mas The Yardbirds é minha segunda banda favorita, porque é a precursora do Led Zeppelin. Além disso, eu tenho tudo o que eles já gravaram, fitas demo, tudo. Clapton não é o cara, Beck é o cara.”

Quanto ao terceiro elemento dos guitar heroes do Yardbirds, Guns admite possuir um temor.

“Sempre me pergunto se Jimmy Page perdeu o horário do barco da performance ao vivo em definitivo. Isso me assusta, cara. Eu nunca vou ver Page ao vivo?”

Leia também:  Como era trabalhar com Freddie Mercury, segundo Brian May

Rik Emmett (Triumph) concorda

Outro músico com a mesma opinião é Rik Emmett, guitarrista e vocalista do Triumph. Em recente entrevista ao site MisplacedStraws, o canadense declarou:

“As pessoas dizem ‘Eric Clapton é Deus’. Eu digo: ‘bem, Clapton, na verdade, poderia ter sido um cantor de R&B melhor’. Seu jeito de tocar guitarra apresenta um tipo de paleta bastante limitada, especialmente se você pensar naqueles três caras que saíram dos Yardbirds, [Jeff] Beck, Clapton e [Jimmy] Page.”

Para Rik, o inimigo mais famoso da vacina contra a covid fica atrás dos colegas em seu ranking.

“Eric era o mais limitado de todos. Representava o blues mais old school com um monte de coisas que eram, bem, ok, mas vamos lá, isso é um lick de Albert King. Há coisas que ele resgatou e meio que manteve durante toda a sua carreira. Não estou dizendo que ele não criou músicas boas assim. Não estou o rebaixando. Apenas observando.”

Emmett seguiu exaltando o trabalho e a evolução dos outros dois nomes mencionados anteriormente.

“Jimmy Page se desenvolveu muito mais que Clapton. Jeff Beck foi ainda mais longe, o que mais evoluiu entre os três. Era supremo na criatividade com uma guitarra elétrica em mãos.”

O “G3” do Yardbirds

Eric Clapton integrou o The Yardbirds entre 1963 e 1965. Após sua saída, Jeff Beck assumiu o posto e participou da fase de maior sucesso comercial. Deixou a banda no ano seguinte, abrindo espaço de Jimmy Page, que esteve presente até o encerramento, em 1968.

Anos mais tarde, reuniões com outros guitarristas aconteceram. Em 1992, os três foram induzidos ao Rock and Roll Hall of Fame com o grupo. Eles subiram ao palco e se apresentaram com os antigos colegas.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPor que Eric Clapton é superestimado, segundo Tracii Guns
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

3 COMENTÁRIOS

  1. Vi um cara no Terra Blues e me perguntei pq ele nso era famoso vono BB King. Clapton é reverenciado por fazer o white american dar valor aos grandes nomes do Blues e deixá-los bem de vida numa epoca que o blues estava morrendo. Não foi nem Jeff Beck nem Jimmy Page.
    Só por isso ele merece o título que tem

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades