A opinião de Geezer Butler sobre show do Black Sabbath com Rob Halford em 2004

Foi a segunda vez que o Metal God assumiu o microfone principal em apresentações da banda

A relação entre Black Sabbath e Judas Priest não se resume ao fato de as duas bandas serem de Birmingham, cidade industrial da Inglaterra. Também não possui apenas a ligação quase umbilical entre o grupo que definiu o heavy metal enquanto sonoridade e o que estabeleceu os aspectos visuais do típico headbanger.

Em duas ocasiões, Rob Halford socorreu os precursores quando os vocalistas principais se ausentaram. A primeira aconteceu em 1992, quando Ronnie James Dio se recusou a participar dos primeiros shows de despedida da carreira de Ozzy Osbourne. O Metal God assumiu a responsabilidade novamente em 2004, quando o Madman ficou doente e não pôde subir ao palco do Ozzfest com o trio de instrumentistas original.

- Advertisement -

Em entrevista ao programa Rocker Morning Show, da rádio americana 107.7 RKR (transcrita pelo Blabbermouth), o baixista Geezer Butler relembrou o momento.

“Foi ótimo. Rob é da mesma área que nós quatro. E Tony costumava gerenciar a primeira versão do Judas Priest. Todos nos conhecíamos desde o início dos anos 70. Rob sabia todas as letras das músicas do Sabbath. Quando Ozzy ficou doente e o Priest estava no lineup do Ozzfest, nós meio que perguntamos a Rob se ele não se importaria de ajudar. Ele ficou um pouco relutante no começo, não queria sobrecarregar a voz. Mas acabou concordando e tudo correu muito bem.”

O único porém acabou acontecendo na reação inicial dos fãs.

“Começou não muito bem, porque todo mundo estava esperando Ozzy e de repente vem Rob Halford. Mas depois da primeira música todos nos aceitaram. Eles realmente não sabiam o que estava acontecendo. Por que Rob Halford está cantando com o Black Sabbath em vez de Ozzy? Se não me engano ele explicou tudo depois da primeira música e então o público entendeu. E foi um bom show depois disso.”

As lembranças de Rob Halford

Em março deste ano, o próprio Rob Halford relembrou o show em Camden, estado americano de Nova Jersey, durante entrevista à estação Ozzy’s Boneyard, do sistema de rádio pago SiriusXM.

“Ozzy não estava se sentindo muito bem da garganta. Recebi um telefonema de Sharon pedindo para eu cantar naquela noite mesmo e o fiz. Cantei o set do Priest, tomei um banho, me troquei, saí correndo e subi ao palco com o Sabbath. Isso é o que fazemos, cara. Nós nos amamos. Ainda temos essa linda amizade e relacionamento que perdurou dentro e fora da música. Nós começamos tudo.”

Continuidade no Heaven & Hell?

Vale ainda citar que, após a morte de Ronnie James Dio em 2010, uma continuação do Heaven & Hell com Rob nos vocais chegou a ser cogitada. O Judas Priest faria sua turnê de despedida em 2011 e o caminho estaria aberto. Porém, como sabemos, houve mudança nos planos e nada se concretizou.

Leia também:  Bruce Dickinson toca “All the Young Dudes” e “Faith” em 1º show de turnê britânica; veja vídeos

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA opinião de Geezer Butler sobre show do Black Sabbath com Rob...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades