Ex-baterista da Nervosa acusa banda de mentir sobre dinheiro

Sem citar o nome do grupo ou da guitarrista Prika Amaral, musicista disse ter descoberto inconsistências entre valores informados e realmente cobrados

A baterista Nanu Villalba, ex-integrante da Nervosa, publicou um vídeo nas redes sociais onde desabafou sobre ter sido expulsa de uma banda. Embora nomes não sejam citados diretamente, tudo indica que a musicista argentina esteja falando do grupo do qual fez parte por 4 meses em 2022 e de sua líder, a guitarrista brasileira Prika Amaral.

Em seu relato, transcrito pelo site IgorMiranda.com.br, Nanu declarou ter sido enganada com relação às finanças da banda. Ela destacou que tal situação é bem comum na indústria musical. Citando a líder do grupo por um nome fictício, a musicista começou:

“Fui chamada por, vamos dizer, ‘Alex’, que tinha uma banda há mais de uma década e ela me chamou porque precisava de uma substituta urgente para sua baterista, já que eles sairiam em turnê. A primeira turnê foi ótima e eu tinha uma boa conexão com ‘Alex’, que adorou minha performance e me ofereceu permanecer na banda.”

- Advertisement -

O convite para integrar a formação em definitivo deu início ao momento em que, segundo Nanu, as coisas começaram a ficar “suspeitas”.

“Na primeira turnê, ela vivia dizendo como a banda teria um grande futuro, tinha muitas chances de ganhar dinheiro, tinha um grande público, ótimas vendas de merchandising. […] Mas quando ela me ofereceu ficar, ela dizia que era muito difícil estar em uma banda e que não iríamos ganhar muito dinheiro, pois a banda precisava crescer e precisava de mais dinheiro, tinha que fazer muitas turnês, senão não entraria dinheiro. Tudo que ela me disse na primeira turnê não se refletia no contrato.”

No mesmo período, Nanu Villalba recebeu uma oferta para se juntar a outra banda. Porém, como o projeto em que já estava excursionava muito, precisou perguntar à mulher referenciada como “Alex” se seria possível estar em outro projeto.

“Ela disse: ‘não’. Mas todas as outras pessoas da banda poderiam estar em outras bandas, exceto eu. E em toda banda que ‘não tem dinheiro’, você precisa de ajuda com tudo. Quem ficava a cargo das redes sociais? Eu. Quem ajudava a editar conteúdo? Eu. Então, eu ajudava com tudo sem ser paga.”

A argentina afirmou ter conhecido melhor a colega ao longo da segunda turnê com a banda, mais longa do que a primeira.

“Percebi que ela era péssima de se trabalhar junto. Estava sempre ranzinza, de mal humor, tratava as pessoas muito mal – incluindo sua equipe. Eu sempre encontrava desculpas para esse comportamento: por ela estar cansada, por ter que comandar muitas coisas. E eu sempre dizia para ela ser mais simpática com os fãs, pois se dependesse dela, ela sequer sairia para dizer ‘oi’ aos fãs. Não queria fazer contato, só queria tocar e ir para a próxima cidade.”

Quando a turnê acabou, Nanu Villalba voltaria para casa e começaria a compor músicas novas o mais rápido possível, com o objetivo de gravar em estúdio. Ao conversar com um amigo, porém, ela disse ter descoberto que a banda estava “cobrando bem mais caro” do que sua colega havia lhe informado. Ela não especifica se os valores em questão são referentes a cachês de shows ou produtos de merchandising, por exemplo.

“Eu sabia que não era fofoca ou mentira, pois ele estava em contato com produtores dos países onde excursionamos. O que fiz? Conversei com ‘Alex’ e falei: ‘eu sei que você está ganhando muito mais dinheiro do que disse para nós, não acho justo que eu tenha várias tarefas na banda e ao mesmo tempo não posso ter outra banda, não posso fazer sessões em estúdio, não posso dar aulas, não posso ter um trabalho regular e você não me paga o suficiente para eu poder viver disso; sei que é sua banda, que você trabalhou muito, mas eu também estou’. A realidade é que ela não queria gastar quando eu poderia fazer de graça. O que ‘Alex’ fez? Ela começou a gritar comigo. Ela tem problemas sérios com raiva, então ela estava super irritada. Ela me disse que dividia tudo igualmente, falou que não acreditava que eu não confiava nela. Eu falei: ‘então me mostre os e-mails com os produtores’. Ela não falou nada.”

Leia também:  Kiko Loureiro terá participações de Bumblefoot, Lobão e Luis Mariutti em shows

Dias após, Nanu foi avisada de que não valeria mais a pena sua permanência na banda, por falta de confiança. A baterista disse que, na sequência, a ex-colega disse aos outros que era muito difícil trabalhar com ela, por isso foi tirada da formação.

“Graças a Deus ela decidiu me tirar, senão eu estaria trabalhando duro por nada. A máscara dela caiu e ela me mostrou que não importava o quanto eu tinha feito para ajudar, ela não se importaria, pois eu ‘não confiava nela’, ao dizer que sabia que ela estava ganhando mais dinheiro. O que você aprendeu hoje? Não confie em ninguém na indústria musical.”

Até o momento, Nervosa e Prika Amaral não se manifestaram sobre o assunto. O espaço no site está aberto para incluir posicionamentos. Confira o vídeo a seguir.

https://www.facebook.com/nanuvillalbaofficial/posts/pfbid0ZFEmSxpKFA4oc66JSYmRQAzMZqhxjENhTCZQH6hLnxitybj4GxU9EoagKrCHYFLYl?cft[0]=AZXjjKtddPkyrP96TKPCArtmoACVyUJqN_4j7k8WMf6oUKyg5zEKCW7otuvLBIoVuYdnxCibZFLR-VyDZdX-OTage5R2TcJe0ITQC6ecYPzbtjbHjYKmckDrv9hnP1lDuUHMXQmShxd4FSuHc3ix_OAwP7mybQmb_WoGYtKvjBuIeS8TNI_HSmpWVY6p5gpaYlY&tn=%2CO%2CP-R

A saída de Nanu Villalba da Nervosa

A decisão da Nervosa em romper com Nanu Villalba foi anunciada ao público em dezembro do ano passado. Em nota nas redes sociais, a banda afirmou:

“Com este post, gostaríamos de informar a nossos fãs e seguidores que Nanu Villalba não faz mais parte da Nervosa devido à falta de um comum acordo. Agradecemos a ela por sua contribuição até aqui e desejamos o melhor para o seu futuro. As composições e pré-produção do álbum continuam normalmente e entraremos no estúdio em 1 mês. Fiquem ligados!”

https://www.instagram.com/p/CmZbxFLuJgi/

No mesmo dia, a própria Nanu se manifestou também pelas redes e disse que estava impedida por contrato de falar sobre as razões que levaram à sua saída.

“Como alguns de vocês já devem saber, não estou mais na Nervosa. Eu gostaria de poder contar a verdade sobre o que aconteceu, mas 1) assinei um contrato que não me permite falar sobre isso e 2) não seria profissional revelar publicamente as causas ou razões.

Não há palavras para expressar o quanto sou grata a cada um de vocês que me acolheu e me apoiou em tão pouco tempo. Eu estava muito animada para retribuir todo o amor que você me deu até agora com um álbum matador, mas acho que vocês terão que esperar até a próxima vez.

OBRIGADA POR TUDO!”

https://www.instagram.com/p/CmZo2EBuBvR/

A Nervosa hoje é formada por Prika Amaral (voz e guitarra), Helena Kotina (guitarra), Hel Pyre (baixo) e Michaela Naydenova (bateria). Apenas Prika permaneceu da formação responsável pelo álbum anterior, “Perpetual Chaos” (2021).

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasEx-baterista da Nervosa acusa banda de mentir sobre dinheiro
Igor Miranda
Igor Miranda
Igor Miranda é jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital. Escreve sobre música desde 2007. Além de editar este site, é colaborador da Rolling Stone Brasil. Trabalhou para veículos como Whiplash.Net, portal Cifras, revista Guitarload, jornal Correio de Uberlândia, entre outros. Instagram, Twitter e Facebook: @igormirandasite.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades