Andy Taylor tocará em novo álbum do Duran Duran

Parceria em novo disco, previsto para o fim de 2023, ocorre após guitarrista ter anunciado que está com câncer em estágio 4, o mais avançado

O guitarrista Andy Taylor participará do próximo álbum de sua antiga banda, o Duran Duran, com previsão de lançamento ainda para 2023. O músico integrou o grupo em questão entre 1980 e 1986 e, posteriormente, de 2001 a 2006.

Taylor tocaria novamente com os antigos parceiros no ano passado, na cerimônia do Rock and Roll Hall of Fame – que homenageou o Duran Duran e outros artistas. No entanto, apesar de ter se preparado e ficado empolgado, o artista faltou no compromisso devido ao tratamento contra um câncer de próstata em estágio 4, o mais avançado.

- Advertisement -

Em entrevista ao tabloide The Mirror, o baixista John Taylor disse que a ausência do guitarrista na ocasião – descrita como “chocante” e “terrivelmente triste” – motivou a banda a criar um novo material com sua colaboração.

“Estamos trabalhando em um álbum agora, que vai sair no final do ano, e Andy vai tocar guitarra nele. Se ele tivesse ido para Los Angeles e comparecido na cerimônia, provavelmente nem teríamos pensado nisso. O álbum aconteceu como resultado disso.”

A gravação do projeto inédito, definido anteriormente como “conceitual” por John durante bate-papo com a rádio 99X Atlanta (via Ultimate Classic Rock), acontecerá, sobretudo, em Los Angeles e Londres. Como explicou o baixista, o vocalista Simon Le Bon está atualmente em Ibiza, na Espanha, onde Andy mora, para que criem algumas coisas juntos.

“Há vários covers no álbum, músicas significativas para nós quando éramos crianças. LeBon está voando para Ibiza para trabalhar com Andy. Eu gostaria de estar lá, acho que vai ser ótimo. Vai ser muito profundo, porque eles não entram no estúdio juntos há uns 10, 20 anos.”

Nos próximos meses, o Duran Duran estará ocupado não só com tal projeto, mas com sua nova turnê – que não inclui a participação de Andy. A partir do fim de abril, a banda embarcará numa série de shows pelo Reino Unido, em divulgação ao trabalho mais recente, “Future Past”, lançado em 2021.

Leia também:  Kiss lançou “Dynasty” há 45 anos; veja outros fatos da música em 23 de maio

Veja também:

Andy Taylor e a descoberta do câncer

Durante conversa com o programa de TV 5 News em janeiro, Andy Taylor contou como recebeu o diagnóstico de câncer de próstata, há pouco mais de 4 anos. Inicialmente, o guitarrista sentiu dores nas articulações, que pensou estarem relacionadas à idade. No entanto, estranhou ao perceber algo “parecido com um tumor” em seu pescoço.

“Fiz uma biópsia e voltei ao médico para os resultados e ninguém poderia estar preparado para o que aconteceu. Na verdade, o especialista estava um pouco atrasado, daí ele se sentou e disse: ‘sinto muito, sinto muito’. Eu pensei que ele estava se desculpando porque estava atrasado. E ele disse: ‘é câncer de próstata’. Eu falei: ‘sim, meu pai teve isso, sei como é’. Ele disse: ‘mas é o estágio 4, metastático, significa uma sentença de morte’.”

Como mencionado, o músico de 62 anos de idade tinha, até então, presença confirmada na cerimônia de indução do Rock and Roll Hall of Fame. Já que não pôde ir por causa do tratamento, ele enviou uma carta, lida pelos integrantes do Duran Duran durante o evento e, posteriormente, publicada no site da banda. Confira na íntegra abaixo:

“Há pouco mais de 4 anos, fui diagnosticado com câncer de próstata metastático estágio 4. Muitas famílias já vivenciaram a queima lenta dessa doença e é claro que nós não somos diferentes; então falo da perspectiva de um homem de família, mas com profunda humildade para com a banda, os maiores fãs que um grupo poderia ter e este prêmio excepcional.

Eu tenho os Rodgers e Edwards dos médicos e do tratamento médico que até muito recentemente me permitiam seguir em frente. Embora minha condição atual não seja imediatamente fatal, não há cura. Recentemente eu estava indo bem depois de um tratamento muito sofisticado para prolongar a vida, isso foi até uma semana ou mais atrás, quando sofri um revés e, apesar dos esforços excepcionais de minha equipe, tive que ser honesto, tanto física quanto mentalmente, quanto aos meus limites.

No entanto, nada disso precisa ou deve diminuir o que essa banda (com ou sem mim) alcançou e sustentou por 44 anos. Tivemos uma vida privilegiada, éramos um pouco safados, mas muito legais; um pouco desleixados, mas muito bem vestidos; um pouco cheios de nós mesmos, porque tínhamos muito para dar, mas como já disse muitas vezes: quando você sente esse espírito coletivo, instintivo e desejando criatividade misturado com ambição, armado com um bando de fãs super legais, bem, o que pode dar errado?

Estou realmente chateado e imensamente desapontado por não ter conseguido. Que não haja dúvida de que fiquei empolgado com a coisa toda, até comprei uma nova guitarra com a pegada essencial!

Estou muito orgulhoso desses quatro irmãos, estou impressionado com a durabilidade deles e estou muito feliz em aceitar este prêmio. Muitas vezes duvidei que o dia chegaria. Estou certo como o inferno feliz por estar por perto para ver o dia.”

Leia também:  Os diferenciais de Teemu Mäntysaari no Megadeth, segundo Dave Mustaine

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasAndy Taylor tocará em novo álbum do Duran Duran
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades