Foto: divulgação

Duran Duran lança o álbum “Future Past”, com Graham Coxon na guitarra e vários convidados

Roger Taylor, baterista da banda, falou com exclusividade ao site sobre novo disco e fase atual do famoso grupo new wave

O Duran Duran liberou seu 15º disco de estúdio nas plataformas digitais. Intitulado “Future Past”, o álbum chega a público por meio da gravadora BMG.

O sucessor de “Paper Gods” (2015) começou a ser planejado por Simon Le Bon (vocal), Nick Rhodes (teclados), Roger Taylor (bateria) e John Taylor (baixo) ainda em 2018, mas como um EP de duas ou três faixas. Como as sessões de composição renderam 25 músicas, não restou escolha à famosa banda de new wave da década de 1980: um novo álbum seria feito.

Ouça “Future Past” a seguir, via Spotify, ou clique aqui para conferir em outras plataformas. Veja entrevista com Roger Taylor na sequência.

Conforme revelado por Roger Taylor, em entrevista a IgorMiranda.com.br no YouTube, parte do processo de gravação de “Future Past” foi realizado em meio à pandemia, o que provocou certo atraso no lançamento. Além disso, a banda teve que estender a turnê de “Paper Gods” devido à alta demanda de datas, especialmente na América do Norte.

“Não percebi que tinha passado tanto tempo até alguém apontar pra mim recentemente. Nosso disco anterior fez muito sucesso com nossa base de fãs e na América. A turnê acabou tendo mais de dois anos. Descansamos e decidirmos voltar ao estúdio. Fizemos três ou quatro meses de preparação. Teve a pandemia bem no meio, então não pudemos trabalhar por nove meses. Soa como um retorno triunfal em vez de mais um disco sendo lançado.”

Uma das características mais marcantes do disco é a presença de convidados. Além do guitarrista Graham Coxon (Blur) atuando em todas as faixas, o álbum traz participações especiais de Mike Garson, Ivorian Doll, Tove Lo e o grupo Chai.

Com relação aos feats, Taylor afirmou:

“Encontramos Mike Garson e ele tinha dito que gostaria de trabalhar conosco. Bolamos uma música que achávamos combinar com ele, então mandamos e ele fez a parte dele remotamente. Ficou linda. Bem jazzy. Simon Le Bon e John Taylor são fãs de Tove Lo, então mandamos tudo que tínhamos e perguntamos se ela queria cantar. E o que ela mandou de volta foi incrível. Perfeito para a canção.

Quanto a Ivorian Doll… Simon tem uma radio e toca muita música jovem, incluindo Ivorian Doll, então a trouxe ao estúdio. É uma rapper londrina da cena grime, o que cria um contraste legal. Acho importante colaborar com artistas mais jovens. Passamos tantos anos em estúdio que é bom ter um sangue novo com a gente, ‘apimentando’ as coisas.”

Graham Coxon e os produtores

A produção da maior parte do material é assinada por Erol Alkan, contudo, Mark Ronson e Giorgio Moroder também assinam a função em determinadas músicas. Alkan, vale destacar, foi o responsável por trazer Coxon – seu vizinho em Londres, na Inglaterra – ao estúdio para colaborar com o Duran Duran.

Com relação a Graham Coxon, Roger Taylor declarou:

“Um dia, Erol chegou falando que ia trazer o vizinho dele pra tocar guitarra. Perguntamos quem era e ele disse: Graham Coxon. Achávamos que ele ficaria em estúdio por dois ou três dias, mas era tão bom tê-lo conosco. Ele foi uma força criativa enorme nesse disco e levou tudo para uma direção nova.

Ironicamente, éramos tidos como uma das maiores bandas da década de 80 – e o Blur foi uma das maiores da década de 90. Mas ele é tão fácil de se trabalhar junto. Não traz um pingo de ego pro estúdio.”

Já sobre os produtores do álbum, o baterista comentou:

“Erol quis capturar o som da cozinha da banda nos nossos primeiros discos, porque ele é fã. Acabou soando mais orgânico e autêntico. […] Trabalhamos duro para ter coesão mesmo com mais de um produtor. Temos um engenheiro de som, Josh Blair, e um engenheiro de mixagem, Spike Stent, que trabalham em tudo. Isso já garante certa coesão.

Acho interessante ter produtores diferentes. Erol é incrível, mas ele é meio caótico: nunca se sabe quando terminaremos algo. Giorgio é organizado: chega às 12h e por volta das 18h, diz: ‘já deu por hoje, podemos voltar amanhã às 11h’. Só trabalhamos com ele por três dias, mas desses dias saíram duas canções excelentes.”

A entrevista completa em vídeo com Roger Taylor pode ser conferida, com legendas em português, no player a seguir.

Duran Duran – “Future Past”

  1. Invisible
  2. All Of You
  3. Give It All Up (com Tove Lo)
  4. Anniversary
  5. Future Past
  6. Beautiful Lies
  7. Tonight United
  8. Wing
  9. Nothing Less
  10. Hammerhead (com Ivorian Doll)
  11. More Joy! (com Chai)
  12. Falling (com Mike Garson)
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados
Total
8
Share