Globo tentou comprar “Chaves” por US$ 10 milhões, segundo Florinda Meza

Emissora ofereceu valor por interesse nos direitos literários sobre a obra de Roberto Gómez Bolaños

O seriado mexicano “Chaves” sempre foi uma pedra no sapato da Rede Globo, além de um coringa do SBT na busca por alavancar audiência. Mesmo sendo repetida à exaustão, a produção chegou até mesmo a vencer uma transmissão de Copa do Mundo – em 14 de junho de 2006, quando o episódio “O Aniversário do Quico” bateu a partida entre Tunísia e Arábia Saudita no Ibope.

Antes mesmo de isso acontecer, a emissora dos Marinho já havia tentado tirar as produções de Roberto Gómez Bolaños das mãos de Sílvio Santos. Quem confirma a história é Florinda Meza, viúva de Chespirito e intérprete da Dona Florinda. A declaração foi dada em entrevista à apresentadora Adela Micha.

“A Globo veio em 1996. Eles sabiam que em 2000 os direitos venceriam e falaram com Roberto. Ofereceram US$ 10 milhões por 10 anos. Era um valor altíssimo à época!”

- Advertisement -

Curiosamente, a ideia era comprar apenas os direitos literários sobre a obra, sem os episódios. Assim, adaptações poderiam ser feitas. Seria uma cartada após a perda de “Os Trapalhões”, programa encerrado um ano antes.

Leia também:  Por que Glenn Hughes acha que David Bowie ficaria puto com ele hoje em dia

Mas Bolaños não aceitou, renovando com a Televisa quatro anos mais tarde pela metade do valor proposta pela Globo, como lembrou Florinda.

“Roberto não quis. Eles não queriam o material, somente os direitos literários para fazer novos programas. Mas Roberto era extremamente fiel à Televisa.”

O novo contrato com o conglomerado mexicano se extingiu em junho de 2020. Desde então, “Chaves”, “Chapolin” e todos os outros seriados de Chespirito saíram do ar em todo o mundo.

Roberto Gómez Bolaños faleceu aos 85 anos, em 28 de novembro de 2014, por conta de uma parada cardíaca.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasGlobo tentou comprar “Chaves” por US$ 10 milhões, segundo Florinda Meza
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades