Por que o NOFX vai acabar, segundo Fat Mike

Músico declarou simplesmente não se divertir mais como no passado, além de entender que 40 anos é tempos demais para uma banda

Na última sexta-feira (2) o NOFX lançou o que promete ser seu disco derradeiro. “Double Album” abre espaço para a turnê de despedida do grupo, que começa ano que vem e deve se estender até 2024. O baixista e vocalista Fat Mike já deu até início a um novo projeto, o Codefendants.

Em entrevista ao Louder, o líder da banda explicou as motivações por trás do encerramento de atividades.

“Simplesmente não gosto mais tanto quanto no passado. Se não estou mais empolgado, então não vale a pena continuar. Não preciso ficar no palco vendo as pessoas aplaudindo e dançando na plateia. Alguns artistas são viciados nisso, mas não é o meu caso.”

- Advertisement -

O músico até arrumou outra atividade que também envolve relação com o público e lhe preenche muito mais atualmente.

“Comecei a fazer shows de comédia stand up. Estou gostando bem mais, mesmo sendo apenas umas 30 pessoas cada vez. Também estou escrevendo músicas para outras pessoas e estilos. 40 anos é tempo demais para uma banda.”

Sobre o NOFX

Fundado em 1983, o NOFX influenciou toda a geração pop punk dos anos 1990, além de se aproveitar para “surfar a onda”. No total, o grupo vendeu mais de 8 milhões de discos em todo o planeta. Seu maior sucesso foi “Punk in Drublic”, álbum lançado em 1994 que ganhou disco de ouro nos Estados Unidos e Canadá.

Leia também:  Dire Straits Legacy confirma 8 shows no Brasil entre abril e maio

Até o momento são 14 discos de estúdio, 17 EPs e 4 ao vivos. Além de Mike, a formação atual conta com o baterista Erik “Smelly” Sandin e os guitarristas Eric Melvin e Aaron “El Hefe” Abeyta.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasPor que o NOFX vai acabar, segundo Fat Mike
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

1 COMENTÁRIO

  1. bandaça. de todo o texto só achei “incompleta” a parte que fala de surfar a onda do punk rock. na verdade eles foram uma das bandas que ajudou a criar a onda que depois viraria tsunami com Green Day, Offspring e cia…

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades