Por que James Hetfield é tão inspirador para Myles Kennedy

Para o músico do Alter Bridge e da banda solo de Slash, frontman do Metallica apresenta domínio incrível de vocais e guitarra simultaneamente

Myles Kennedy não esconde que James Hetfield é uma de suas grandes influências. O vocalista do Alter Bridge e do projeto solo de Slash comentou em recente entrevista ao Music Radar que considera o frontman do Metallica inspirador pela forma como toca riffs complicados na guitarra enquanto canta.

Durante o bate-papo, Kennedy, que também assume a guitarra no Alter Bridge, trouxe à tona os desafios de desempenhar o instrumento de forma simultânea ao canto. Ele também destacou quais as técnicas que usa para contornar essa dificuldade ao vivo. 

“Ocasionalmente você tem uma música em que o refrão será cantado sobre um riff. Quando isso acontece, eu tento algumas vezes para ver se consigo cantar e tocar ao mesmo tempo. De vez em quando me surpreendo. Mas muitas vezes o que eu faço é tentar, no momento do ensaio, bolar uma base que vai complementar o que vai ser feito pelos outros caras que estão segurando forte com o riff. Eu coloco algum tipo de ‘pó de fada’ para garantir que eu ainda possa cantar e tocar ao mesmo tempo.”

- Advertisement -

Nesse contexto, Myles demonstrou sua admiração por James, que geralmente não abdica de tocar riffs complexos mesmo quando está nos vocais.

“Isso é o que me impressiona; eu assisto a um cara como James Hetfield e é incrível como ele consegue criar esses riffs muito rítmicos e depois cantar do jeito que ele canta. Acho isso muito inspirador. Acho que, vez ou outra, haverá algo que me deixará confuso, mas se eu dedicar tempo suficiente e continuar praticando, provavelmente serei capaz de fazer.”

Leia também:  Black Sabbath quase descartou riff que Slash cita como “o mais pesado da história”

Myles Kennedy, Mark Tremonti e Slash

Em outro momento da conversa, Myles Kennedy trouxe à tona que os guitarristas que mais admira estão constantemente estudando e aprimorando suas técnicas. Dentre os músicos citados estão os companheiros de banda: Mark Tremonti, do próprio Alter Bridge, e Slash.

“Sinto que bons guitarristas geralmente querem fazer isso. Por exemplo, Mark sempre foi super aberto a aprender as coisas. Ele sempre está aprendendo algo no YouTube ou descobrindo novos guitarristas e ficando entusiasmado. Slash é do mesmo jeito. Mesmo quando estou apenas tocando um pouco, ele chega e diz: ‘Ei, cara, o que é isso? Isso é legal’. Ele pegava um lick que eu passei anos trabalhando, daí eu o ouvia tocar mais tarde naquela noite durante o show de forma perfeita. Ele pega tudo muito rapidamente.”

Os novos nomes da guitarra

Também em conversa com o Music Radar, Myles Kennedy apontou Chris Buck (da banda Cardinal Black) e Julian Lage como guitarristas da atualidade que merecem destaque.

“Chris Buck, do Cardinal Black, é um dos meus favoritos entre os novatos. Um cara especial, com um fraseado espetacular. Toca sempre as notas certas. Sabe o que está fazendo. Eles abriram minha turnê solo no Reino Unido e me senti muito honrado.

Outro é Julian Lage, que lançou um novo álbum há pouco tempo. Sou obcecado tanto com o disco quanto com seu modo de tocar. Sinto verdadeiro apreço e respeito.”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesPor que James Hetfield é tão inspirador para Myles Kennedy
Tairine Martins
Tairine Martinshttps://www.youtube.com/channel/UC3Rav8j4-jfEoXejtX2DMYw
Tairine Martins é estudante de jornalismo na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Administra o canal do YouTube Rock N' Roll TV desde abril de 2021. Instagram: @tairine.m

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades