Foto: Rick / CC BY 2.0

Como era trabalhar com o genial Randy Rhoads em estúdio, segundo produtor

Max Norman, que gravou os dois primeiros álbuns de Ozzy Osbourne, descreveu abordagem metódica do guitarrista e seu senso de performance na hora de gravar solos

Randy Rhoads morreu extremamente jovem, aos 25 anos, mas seu impacto no heavy metal é sentido até hoje. Seu trabalho nos dois primeiros discos solo de Ozzy Osbourne – “Blizzard of Ozz” (1980) e “Diary of a Madman” (1981) – são vistos como fundamentais para o estabelecimento do que conhecemos hoje como o estilo de guitarra do gênero.

Em entrevista à Guitar World, o produtor desses álbuns, Max Norman, contou sobre a experiência de trabalhar com o guitarrista no estúdio.

“Havia um senso de ocasião quando chegava a hora do Randy gravar aqueles solos principais que iam no meio das canções. O jeito que a gente fazia era: enquanto o Randy estava ensaiando um solo específico, a gente não sentava em volta e ficava escutando; em vez disso disso a gente ia pro bar local beber umas cervejas. Então eu voltava e ele dizia: ‘ok, estou pronto pra tocar!’ Dava pra ver na cara dele na cabine de gravação; ele estava se preparando pra atacar. Tinha um senso palpável de: ‘agora estamos gravando’, uma empolgação crescendo.”

Segundo Norman, Rhoads geralmente conseguia gravar os solos do jeito que queria em dois ou três takes. Mesmo se uma tentativa soasse perfeita, ainda assim pedia mais uma chance de acertar um harmônico faltando no final. E sempre acabava acertando. Aí ele fazia de novo para o double tracking, como o produtor conta:

“Uma vez que Randy gravava o solo exatamente como queria, ele dizia ‘ok, me deixa dobrar agora’, e a gente fazia mais dois.”

Norman lembra com carinho do trabalho feito com o guitarrista, que morreu em um acidente de avião, dizendo: 

“A atenção que Randy tinha para detalhes, junto com a combinação incrível dele de técnica, feeling, fogo e musicalidade ainda são evidentes e te atraem até hoje, 40 anos depois – isso é o que faz ele único. É impressionante pra mim que faz 41 anos desde que gravamos esses álbuns.”

Sobre Randy Rhoads

Randall William Rhoads começou a tocar guitarra clássica aos 7 anos, na escola de música da mãe, Delores. Sua primeira banda foi a Violet Fox, que tocava covers. Seu irmão, Kelle, era o baterista.

Junto do baixista Kelly Garni, formou o Little Women. O grupo mudaria o nome para Quiet Riot e lançaria dois discos com Randy na guitarra. Inicialmente, eles saíram apenas no Japão.

A seguir, foi convidado a se juntar à banda de Ozzy Osbourne. Gravou os dois primeiros discos solo do Madman e se destacou como guitarrista revelação. Seu trabalho influenciou todas as gerações seguintes. Morreu no dia 19 de março de 1982, em um desastre aéreo.

Em uma curiosidade um tanto quanto aleatória, Eddie Van Halen morreu no mesmo hospital em que Randy Rhoads nasceu: St. John’s Hospital, Santa Monica, California.

*Foto: Rick / CC BY 2.0

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share