James LaBrie conta como se reencontrou com Mike Portnoy em show do Dream Theater

Ex-baterista da banda já havia se reconectado com outros de seus antigos colegas, mas ainda havia barreira com relação ao vocalista

Semanas atrás, o fato de o baterista Mike Portnoy ter ido assistir a um show do Dream Theater em Nova York causou frisson entre os fãs. O músico já havia se reencontrado com o guitarrista John Petrucci e o tecladista Jordan Rudess em projetos profissionais, como o disco solo do primeiro e a retomada do Liquid Tension Experiment.

Porém, ainda havia uma barreira a ser quebrada, que era a relação com o vocalista James LaBrie – o baixista John Myung já é um amigo de longa data e o aspecto pessoal não foi abalado. Em entrevista ao Sonic Perspectives, transcrita pelo Blabbermouth, o cantor falou sobre a situação:

“Quando me juntei ao Dream Theater, Mike e eu éramos melhores amigos. De repente, por várias razões, tudo começou a desmoronar, por detalhes que não vêm ao caso. Começamos a ter problemas um com o outro.

Então, duas horas antes do show em Nova York, meu manager mandou uma mensagem dizendo: ‘Olha, o Mike vai estar lá hoje à noite e quer ver você para fazer as pazes’. Respondi: ‘Frank, você está jogando essa situação no meu colo duas horas antes de eu cantar em frente a milhares de pessoas, você está brincando comigo?’. Então, pensei sobre isso. Fui dar uma volta, incógnito, por Nova York, acredite ou não.

Andando pelas ruas, comecei a pensar sobre isso e disse para mim mesmo: ‘Sabe de uma coisa? Já basta. Há ódio e negatividade suficientes neste mundo. Se Mike quiser vir me ver e fazer as pazes, então eu deveria ser receptivo’.

Quando voltei, John Petrucci também estava lá. Então ele disse: ‘Mike quer saber se ele pode vir e dizer oi para você’. E eu disse: ‘Sim. Com certeza. Diga a ele para vir me ver depois do show. E foi o que fizemos, conversamos, tivemos uma boa e longa discussão, fizemos as pazes, nos abraçamos e tiramos uma foto juntos.”

A saudação de James LaBrie

A situação rendeu até mesmo uma saudação durante a apresentação, o que viralizou nas redes sociais.

“Quando eu estava no palco antes de tudo isso, eu apenas disse: ‘Ei, eu só quero que vocês saibam, Mike Portnoy está aqui. Ei, bem-vindo ao show’. E foi isso.

A coisa é que você chega a um ponto na vida onde não precisa mais viver com essas coisas. Não carregue ódio, não carregue negatividade. Nós o carregamos por muito tempo, no que me diz respeito. E não serviu a nenhum propósito, apenas foi muito divisivo e muito prejudicial.

Hoje estamos conversando um com o outro. E esse é o tipo de mundo que eu quero viver em oposição à negatividade e ódio. Simplesmente não vale a pena. Não vale a pena.”

James LaBrie ainda revelou ter recebido uma mensagem de Mike Portnoy o parabenizando após a conquista do primeiro Grammy por parte da banda. O grupo faturou a premiação na categoria Melhor Performance de Metal pela música “The Alien”, presente em “A View from the Top of the World”, álbum mais recente.

Mike Portnoy e Dream Theater

Junto ao guitarrista John Petrucci e o baixista John Myung, amigos de adolescência, Mike Portnoy faz parte do núcleo que fundou o Dream Theater. A banda se tornou a maior referência do subgênero conhecido como prog metal, tendo vendido mais de 12 milhões de discos em todo o mundo.

O baterista saiu do grupo em 2010. Atualmente, tem como atividades principais as bandas The Winery Dogs e Sons of Apollo, além das colaborações com Neal Morse em diferentes projetos.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
1
Share