A melhor e a pior música do Tears for Fears na opinião de Curt Smith

“Sowing the Seeds of Love” e “Mad World” foram escolhidas como os destaques positivos, enquanto “The Way You Are” acabou mencionada como momento de baixa na carreira da banda

Com quarenta anos de carreira e mais de 30 milhões de discos vendidos, o Tears for Fears conta com um catálogo bastante representativo de músicas que poderiam ser consideradas as melhores e até mesmo as piores que gravaram.

Em entrevista à Vulture Magazine, o multi-instrumentista e compositor Curt Smith não se furtou de falar sobre o tema. Ao escolher as músicas de destaque, recorreu a duas opções.

“Quanto à melhor, diria ‘Sowing the Seeds of Love’. Pensando em uma única música, acho que foi nosso grande momento em estúdio. Pudemos trabalhar com uma orquestra completa. Claramente é um pastiche dos Beatles, mas não temos vergonha disso. Fomos muito influenciados por eles e por George Martin.

Porém, liricamente, diria que a melhor é ‘Mad World’. Combinamos a batida uptempo com uma letra mais obscura. Criou um contraste bem interessante. É uma canção que nunca soa datada.”

Quanto ao pior momento…

“Não me arrependo de nenhuma, mas ‘The Way You Are’ é um exemplo que não suporto escutar. Lançamos como single entre os dois primeiros discos, ‘The Hurting’ e ‘Songs from the Big Chair’. De qualquer modo, aprendemos com os erros na hora de votlar ao estúdio.”

Tears for Fears e “The Tipping Point”

Após quase duas décadas, o Tears for Fears lançará um novo álbum de inéditas dia 25 de fevereiro. “The Tipping Point” é o sétimo trabalho de estúdio. O processo de composição e gravação foi uma forma do vocalista, guitarrista e tecladista Roland Orzabal lidar com a morte da esposa, ocorrida em 2017.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

3 comentários
  1. Pelo menos sobre a pior música acho que ele tem razão. A música é chata mesmo. Parece um disco riscado como falávamos na época. Nunca tinha escutado.

  2. The Way You are pode não ser uma obra prima, mas tem coisa muito pior. Curt tem todo o direito de expor suas ideias…ele era muito jovem quando lançou (com o TFF) a canção. De qualquer modo, gosto muito da dupla.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
67
Share