Como a morte da esposa de Roland Orzabal influenciou novo álbum do Tears for Fears

Músicas de “The Tipping Point” foram o jeito encontrado pelo artista para lidar com falecimento de Caroline, ocorrido em 2017

Após quase duas décadas, o Tears for Fears lançará um novo álbum de inéditas. Sétimo trabalho de estúdio, “The Tipping Point” estará disponível no dia 25 de fevereiro de 2022.

Porém, a história por trás do disco não é nada feliz. O processo de composição e gravação foi uma forma do vocalista, guitarrista e tecladista Roland Orzabal lidar com a morte da esposa, ocorrida em 2017.

- Advertisement -

Por conta dos problemas de saúde, Caroline tomava medicações que não podiam ser misturadas com álcool. Mas o vício a impediu de realizar o tratamento de forma correta, como contou o músico ao The Guardian.

“Ela nunca foi 100% honesta com os médicos. Uma hora culpava a menopausa, na outra a síndrome do ninho vazio. Até que seu fígado foi tomado pela cirrose depois de muitos anos.”

Leia também:  Veja preços de ingressos para show extra de Eric Clapton em SP

Roland admitiu que seu próprio comportamento não ajudou muito.

“É comprovado cientificamente que o álcool é muito mais perigoso para uma mulher do que para um homem. O problema era que Caroline costumava me acompanhar nas bebedeiras. Foi total minha ignorância sobre o que estava acontecendo, porque naquele momento não deveria haver bebidas em lugar nenhum perto de nós, é um fato.”

Doença e morte

Com o tempo, Caroline desenvolveu demência relacionada ao álcool. Roland Orzabal a acompanhou como cuidador nos últimos cinco anos de vida.

“Foi um inferno. Contratei pessoas para ajudar e aliviar o peso em mim. Lá estávamos, em nossa grande casa de campo no West Country, com um círculo de amigos cada vez menor… Foi muito angustiante. Neste período comecei a desenvolver as ideias para o disco como uma válvula de escape.”

Leia também:  Descendents e Circle Jerks anunciam dois shows no Brasil para dezembro

Após o falecimento de Caroline, Roland se internou em uma clínica de reabilitação para tratar de seus problemas. Logo a seguir, recorreu a Curtis Smith, seu parceiro artístico de longa data no Tears for Fears.

“Naquele período percebi o quanto nossas colaborações eram valiosas e como ele era importante para mim. Parece óbvio, mas pude me dar conta das coisas maravilhosas que fizemos. Graças a Deus, o disco mostra que a história ainda não acabou.”

The Tipping Point, o novo álbum do Tears for Fears

Sucessor de “Everybody Loves a Happy Ending” (2004), “The Tipping Point” já teve seu primeiro single divulgado nas plataformas digitais: a faixa-título, disponibilizada com um videoclipe.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasComo a morte da esposa de Roland Orzabal influenciou novo álbum do...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades