Foto: Stefano Martino

Ed Motta critica rock brasileiro dos anos 80 e bandas com “filho de diplomata”

Cantor não cita nomes, mas declaração parece fazer referência a bandas e artistas como Legião Urbana, Cazuza / Barão Vermelho e Capital Inicial

Mais opiniões de Ed Motta sobre música viralizaram nas redes sociais. Durante a mesma transmissão ao vivo com mais de 6 horas de duração onde criticou Raul Seixas, Elvis Presley e Johnny Cash, o cantor fez comentários ácidos a respeito do rock brasileiro como um todo, em especial da cena pertencente à década de 1980.

Conforme transcrito por IgorMiranda.com.br, Ed disse que não tem “culpa nenhuma” do rock brasileiro após um internauta perguntar sua opinião sobre o segmento. O artista diz que a ramificação nacional do gênero é “inexistente” e que “os argentinos fizeram um rock sul-americano brilhante”.

Na sequência, Motta declarou que o rock não floresceu no Brasil por “N razões”, incluindo o fato de que “os equipamentos (de gravação) não chegavam” ao país. Para ele, na década de 1980, a situação ficou ainda pior devido à presença de “riquinhos” na cena.

“Quando chegou nos anos 1980, a coisa já estava: banda de filho de diplomata, banda de filho do dono da gravadora, banda de filho do dono da companhia aérea. Aí o filho do dono da companhia aérea fala: ‘papai, eu não gosto de você’ (risos). Idiota. Mentira. Mentira comportamental. Uma bobagem. Um filho de um riquinho vem querer tirar onde de não sei o quê? Fica quieto, cala a boca.”

Por fim, destacou:

“Nessa b#sta desse país, esses m$rdas viram filme, viram tudo. Gente sem talento nenhum, inventado pelo papai que é dono da gravadora. Rebelde sem ‘calça’. (Risos)”

Algumas referências

Embora não tenha citado nomes, Ed Motta faz algumas referências claras a ídolos do rock brasileiro. Ao citar “filho de diplomata”, por exemplo, o músico pode estar se referindo a:

Já ao mencionar “filho de dono de gravadora”, a referência mais clara é feita ao já falecido Cazuza. O vocalista do Barão Vermelho, consagrado também em carreira solo, era filho do produtor musical João Araújo, fundador da gravadora Som Livre.

O trecho do comentário de Ed Motta, que viralizou nas redes sociais, pode ser assistido abaixo.

Ed Motta critica o rock brasileiro

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

52 comentários
  1. Este cara é um sem noção. Olha a letra da música ridícula que nem você. Manoel foi pro céu. Que coisa. Tá querendo aparecer se promover criticando os outros. Ridículo

    1. Vei na moral o que esse bosta já fez pela música a não ser conhecido como o sobrinho do Tim Maia, nunca saiu da sombra do tio e vem abrir a boca para falar uma par de merda??

    2. Ed Bosta, opss Motta, conseguiu o que queria, que TD mundo falasse dele. O cara está no ostracismo total e aí arrumou um jeito de sair na mídia. De que outra forma conseguiria isto? Cantando Manuel? Kkkk
      Que adianta uma voz boa desta, porque o cara tem talento inegável pra cantar, num caráter de merda kkk
      Como dizia minha mãe: Vai dormir que teu mal é sono.

    1. É fácil criticar, mas por que então ele não fez melhor? Ridículo, só fez sucesso por ser sobrinho do Tim Maia, que aliás, era um babaca também, arrogante e desprezível…

  2. Filho de dippomata, filho de dono de gravadora, e SOBRINHO DO TIM MAIA! Se não fosse sobrinho do Tim, provavelmente ninguém o conheceria.
    É um coitado precisando de luz em seu ego.

  3. Esse Zé bosta está usando o velho golpe de causar polêmica pra aparecer. Pior é que a gente não resiste e responde com indignação, mas deveríamos apenas deixá-lo entregue a sua insignificância.

    1. Opiniões fortes. O rock nacional teve uma cena. A despeito da origem das pessoas, e aí nós vemos que preconceito TB vem contra quem teve melhor condição. Eu particularmente não gosto de rock nacional, mas respeito e reconheço que sim, há muito talento aí, que influenciou muita gente. E a metralhadora do Ed acertou até o país… Será que hj em dia é tão difícil emitir uma opinião sem querer ofender ou desmerecer o outro?

  4. Na minha opinião, um cidadão que conseguiu espaço na mídia escorado no nome do tio, e depois da morte do tio caiu no ostracismo, deveria pensar melhor e medir as palavras. Todo mundo que ele critica, de uma maneira ou outra fez sucesso. E ele?

  5. Seis horas de vídeo? Tá faltando tarja preta na farmácia? Dão palanque pra qualquer idiota. Uma nota de rodapé já está de bom tamanho.

    1. Esse gato velho (não de bonito, levado da breca, esculhambado mesmo) já de barba branca, não alcançou sucesso alguma na vida, e acha que tumultuando na mídia vai obter, rebaixar caras como Johnny Cash é sandice de um pinto amarrado piando pela mãe achando que está cantando.

  6. Primeiro diz:”…não tenho culpa então não preciso comentar…”, e logo em seguida comenta, ou seja, não tem uma lógica no raciocínio, depois fala sobre artistas que eram filho de não sei quem, logo ele que só fez “sucesso” por ser sobrinho do Tim Maia(esse sim músico de respeito) e graças a Globolixo que chamava ele pra cantar nos especiais da TV. Mas pior de tudo é ele dizer “nessa bosta desse País…”, BOSTA é ele, que só é conhecido por uma frase de uma única música (Manoel, foi pro céu), isso sim é uma bosta. Vai embora do meu País seu merda!!!!!!

    1. Cara, o que a Globo tem a ver com isso? São essas besteiras que empobrecem a discussão e levam a um “clubismo” tolo. Esse cantor esteve em TODAS as emissoras de TV e de rádio, use o bom senso e se atenha a matéria.

  7. O cara não é tão ruim assim como músico, até canta bem e fez uns sucessos engraçados, mas a dor de cotovelo e a incapacidade artística de sucesso o deixaram matusquela.
    “A inveja é uma merda” . Alguém comentou que se não fosse o titio Tim Maia, o Ed Motta não seria conhecido. Está coberto de razão!
    Ou esse demente acha que tem mais qualidade do que de quem ele fala mal?
    Raul Seixas, Barão Vermelho e outros não foram produtos fabricados pela mídia, a prova é que são clássicos, estão aí estão até hoje, todo mundo conhece, ouve, as gerações novas ouvem, a molecada ouve, curte, e esse Ed Motta… bem, nem todo mundo sabe quem é e, por isso o cara tem que falar merda para ser lembrado, e não é a primeira vez!

  8. Adoro o Ed Motta! Seus últimos álbuns, com pegada jazzística, são muito bons. Mas é óbvio que ele gosta de uma polêmica e quer chamar a atenção com esses comentários. Condição social nunca definiu qualidade musical e ele sabe muito bem disto.

  9. Um cara q fala mal de muitas pessoas…mas interessante.. ninguém fala dele, sabe porquê? Por que ele é Irrelevante, cara chato e sem talento, metido a hermeto pascoal, mas a única coisa q sabe fazer é balbuciar umas sílabas afinadinhas…

  10. Esse cara além de um bosta ( que só ficou conhecido pelo enorme talento do tio dele) nunca fez uma música que presta com letra própria que passa algum conteúdo, só toca em bares no subúrbio dos USA, e quis aparecer criticando gênios da música, um artista frustado, que além de tocar uma música chata para caralho está completamente louco , talvez pela falta de sucesso ou de talento mesmo, músico chato, com músicas chatas e qu agora liberou a metralhadora de falar merda para aparecer pois está no fundo do poço musical, limpe a boca para poder falar de todos que criticou

  11. Ele conseguiu o que queria, aparecer! Porque ninguém fala dele a muito tempo, o ” sobrinho do Tim Maia” é a única referência que ele possuí, no futuro será esquecido porque não deixou legado algum na música essa é a verdade.

  12. Vc é um otário e pela saco.
    Anos 80 foi a glória do Rock Nacional.
    Falar mal do Legião urbana,
    Cazuza, Capital Inicial e Ultraje a rigor.

    Semana passada criticou o Raul Seixas.

    Fala sério seu Zé Buceta.
    O povo só sabe que vc existe graças ao Tim Maia.

    Ed Mota ou “Sobrinho do Tim Maia ”

    Se enxerga porra.

  13. O Ed é até um bom músico, mas por ser tão boçal, arrogante só se mantinha enquanto o TIO TIM estava vivo, depois disso… Ou seja, puro despeito dos que REALMENTE fizeram sucesso. Filhos de diplomatas ou não, o talento de todos q foram citados é indiscutível. Se não tivessem talento não eram lembrados e ouvidos até hoje!

  14. Bosta de músicas são as dele. Alias, canta merda nenhuma, um tremendo de um falido isso sim, já o rock brasileiro dos anos 80 toca até hoje e fazem sucesso. Tome ridículo.

  15. Idiota. Quem é esse peste para desfazer de Raul Seixas ??????❓❓❓❓❓❓
    Um idiota sem noção e de péssimo gosto musical. Só gravou lixo.
    Presunçoso e canalha !!!!!

  16. Achei as opiniões dele um pouco exageradas, porém isso não desmerece o conteúdo musical produzido pelo Ed. Suas composições são boas ( letra e música). Um comentário acima critica a letra da música “Manoel”. A letra é da época em que ele era do grupo Conexão Japeri. A letra era secundária nesse caso, o que importava era o ritmo de soul / funk. Além do mais, qual grupo não criou letras esquisitas ? Só ver a letra de Clitóris dos Titãs…

    1. Gente do céu. Vocês perdendo tempo em falar desse Ed Bosta. Eu aqui sexta feira, tomando uma gelada e curtindo aqui na minha playlist: Ultraje a Rigor, Capital Inicial. Barão Vermelho, Legião Urbana, Raul Seixas entre outros. Bora?
      Deixa esse bosta pra lá.

  17. Esse músico é até bom, “mas o ser humano é que não é legal”(Manuel).
    É um idiota útil para promover renda em cliques.
    Ressentido e despeitado, não é capaz de produzir clássicos por conta própria, limitando-se a ser um razoável intérprete.
    Talento não se compra. Independe da classe social.
    A música Manuel é pobre e sem densidade artística. Lançada sob a promoção do parentesco com Tim Maia. Isso sim deve ser ressaltado.
    Um sujeito desse não aceita nem a si mesmo.

  18. Quem é Ed Mota no Brasil ? Ah sim ! Sobrinho de TIM MAIA . Só isso. Nenhuma expressão musical no país e quer fazer polêmica pra ganhar cartaz. Criticar quem deixou ele no chinelo em vendagem.

  19. Filho de diplomata não presta!?!? E sobrinho de estrela como ele aí pode? Se o cara fizesse a mesma música e o pai fosse borracheiro aí era bom? O que tem a ver a música e talento com o ofício do pai? O pai do strummer do the Clash era alto funcionário e ele foi criado em escola de rico. Vai falar do Clash também?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
244
Share