Foto: reprodução / Facebook

Ace Frehley sentiu-se intimidado por Bob Kulick em teste para o Kiss

O Kiss só se tornou mesmo o Kiss quando o guitarrista Ace Frehley se juntou à banda, em janeiro de 1973. No entanto, ele precisou disputar sua vaga com o habilidoso Bob Kulick. O Spaceman reconhece que só conseguiu devido ao aspecto visual.

O Kiss só se tornou mesmo o Kiss quando o guitarrista Ace Frehley se juntou à banda, em janeiro de 1973. Meses antes, a formação trazia apenas Paul Stanley na guitarra, Gene Simmons no baixo e Peter Criss na bateria, sendo que os três também cantavam.

Antes de optar por Frehley, o trio realizou uma sessão de testes com diversos guitarristas de Nova York, nos Estados Unidos. Um dos músicos testados foi o saudoso Bob Kulick, que acabaria se “cruzando” com o Kiss em outras ocasiões no futuro.

Ao que tudo indica, Bob, que faleceu neste ano, seria o guitarrista mais próximo do ideal para o Kiss, pois era um músico muito habilidoso. Todavia, Ace acabou fazendo sua audição logo em seguida e convenceu os outros músicos de que a vaga deveria ser dele.

Em recente entrevista ao Metal Express Radio, Ace Frehley se recordou da ocasião em que disputou sua vaga para o Kiss com Bob Kulick. O músico reconhece que se sentiu intimidado pelo colega e que conseguiu a vaga por uma questão de visual – mesmo chegando à audição com dois tênis de cada cor, um vermelho e outro laranja -, mas não negou que deixou uma boa impressão diante dos ex-colegas.

Frehley comenta:

“Eu não conhecia Bob tão bem, mas éramos amigos e eu toquei com ele algumas vezes. Acredite ou não, mas quando eu fiz teste para o Kiss, Bob também estava sendo testado e ele estava tocando quando eu cheguei no estúdio. Fiquei intimidado com o quão ótimo guitarrista ele era.

Paul e Gene decidiram que eu me encaixaria na banda porque eu tinha a imagem correta. Claro, eu conseguia tocar bem e mostrei tudo de mim. Quando eles tocaram ‘Deuce’, simplesmente coloquei todos os riffs que eu sabia tocar e fiz um solo de 5 minutos. Paul disse que eles saibam imediatamente que eu era o cara, mas não me contaram por duas semanas. Eles me deixaram esperando.”

Em outro momento da conversa, o eterno Spaceman falou sobre a participação do irmão de Bob, Bruce Kulick – que relamente integrou o Kiss, entre 1984 e 1995 -, em seu novo álbum de covers, ‘Origins Vol. 2’. Frehley lançará o disco nesta sexta-feira (18).

“Bruce é um grande amigo. Toquei em um álbum que ele fez com meu antigo guitarrista, Karl Cochran, em uma banda chamada ESP, onde Eric Singer era o baterista. Quando fiz o Kiss Kruise há alguns anos, Bruce também estava lá. Quando ele soube que eu estava fazendo o ‘Origins Vol. 2’, ele quis fazer parte, então, eu o deixei escolher a música e ele achou que ‘Manic Depression’ (Jimi Hendrix) seria uma boa. Acho que ele fez uma ótima escolha”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados
Total
0
Share