Família de Steve Marriott tenta impedir gravações com vocais gerados por IA

Herdeiros do músico contam com apoio de uma série de estrelas do rock na iniciativa

Astros do rock manifestaram apoio à família de Steve Marriott na luta para proibir que gravações com vocais gerados por inteligência artificial sejam lançadas. Entre os que se juntaram à causa estão nomes como Robert Plant, David Gilmour, Glenn Hughes, Matt Sorum e Bryan Adams.

Inicialmente, o projeto foi autorizado pela terceira esposa do artista, Toni Marriott, com quem ele se casou menos de dois anos antes de sua morte. Os principais ex-companheiros de banda sobreviventes – Kenney Jones do Small Faces e Peter Frampton e Jerry Shirley do Humble Pie – assinaram uma declaração apoiando a filha do músico, Mollie, além de seus três irmãos.

- Advertisement -

A herdeira de Steve declarou, conforme registro da Variety:

“O Marriott Estate deve lançar um álbum solo de IA com músicas antigas e novas de meu pai, Steve. Infelizmente, a família sobrevivente, composta apenas por meus irmãos Lesley, Toby, Tonya e eu, não tem nada a ver com o patrimônio, pois não houve testamento. É administrado por minha madrasta, que esteve com meu pai apenas dois anos antes de sua morte e desde então se casou novamente.

Nós, juntamente com seus companheiros das bandas Humble Pie e Small Faces, estamos tentando impedir que este álbum aconteça, pois seria uma mancha no nome do meu pai. Alguém que era conhecido como um dos maiores vocalistas da sua geração, com uma voz tão vivo e crua, teria o coração partido se estivesse vivo para testemunhar isso. É apenas por dinheiro, não por arte nem apreciação.

É o início de uma campanha que desejo liderar contra este tipo de coisa, em que os artistas falecidos não têm direitos e em que tudo o que é natural neste mundo está verdadeiramente a morrer, incluindo a criatividade e as artes, à medida que a IA entra em jogo.”

O pronunciamento de Robert Plant

Colega de geração de Steve, Robert Plant também publicou um breve recado sobre o tema. Diz o eterno frontman do Led Zeppelin:

Leia também:  Serj Tankian explica por que acha turnês “artisticamente redundantes”

“Esta situação está muito longe do que qualquer um de nós sonhou quando partimos para este maravilhoso mundo da música. Nós simplesmente não podemos ficar parados e vendo isso acontecer.”

Contatado pela publicação, Chris France, que é diretor administrativo do patrimônio de Marriott desde 1997, disse:

“Atualmente não há planos confirmados para usar a voz de Steve Marriott em gravações de IA. Isso não significa que um acordo não será feito com um dos vários pretendentes que fizeram ofertas… Receio que as opiniões de Mollie Marriott não tenham consequências para mim ou para o seu espólio.”

Sobre Steve Marriott

Nascido em Londres, Stephen Peter Marriott teve sua primeira banda aos 12 anos, o The Wheels, que mudou o nome para The Coronation Kids e depois o Mississippi Five. Também integrou o musical “Oliver!” por um ano na mesma época.

Leia também:  Accept despeja hinos, entrosamento e heavy metal na essência em Brasília

Após passagem pelo The Moments, se juntou ao The Small Faces. Permaneceu de 1965 a 1968 e novamente de 1975 a 1978. Com a separação inicial, formou o Humble Pie, que se tornou uma das bandas mais influentes de sua geração. Manteve-se com o grupo de 1969 a 1975 e entre 1979 e 1983.

Além de seguir como artista solo, participou de álbuns dos Rolling Stones, Traffic e Mott The Hoople, entre outros. Morreu em 20 de abril de 1991, aos 44 anos, após acidentalmente causar um incêndio em sua casa.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasFamília de Steve Marriott tenta impedir gravações com vocais gerados por IA
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades