A curiosa reação de Richard Wright após David Gilmour lhe dizer “eu te amo”

Guitarrista do Pink Floyd afirma ser conhecido por chorar com pouca frequência, mas expressou emoção ao amigo tecladista antes deste partir, em 2008

A relação interna no Pink Floyd foi marcada por conflitos durante boa parte da existência da banda. Porém, David Gilmour e Richard Wright mantiveram uma grande amizade até a morte do tecladista, em 2008. O guitarrista já até fez uma “declaração de amor” ao amigo, extraindo dele uma reação um tanto curiosa e inesperada.

­

- Advertisement -

Em entrevista para a Uncut, Gilmour – acompanhado da esposa, Polly Samson – refletiu a respeito de sua relação com dois antigos colegas de banda já falecidos: Wright e Syd Barrett. Este último foi um dos fundadores do grupo, mas acabou afastado devido a questões mentais que passaram a atormentá-lo depois de alguns anos de uso intenso de drogas, especialmente LSD.

Gilmour disse:

“Eu não fui bater na porta dele (Syd Barrett) e dizer ‘nos dê uma xícara de chá’ ou algo assim. Nós éramos amigos, bons amigos, quando éramos jovens. A família dele achava que não era uma boa ideia que ele lembrasse de seu passado. Mas eu concordava cada vez menos com essa ideia. Polly dizia ‘vá visitá-lo’. E nós demos tantas risadas várias vezes. Me arrependo por nunca ter oferecido a ele minha amizade pessoal e meu apoio de volta.”

Neste momento, Polly Samson se lembrou de Richard Wright, com quem o marido teve um momento mais pessoal.

“Pelo menos você pôde falar para Rick que o amava antes de ele morrer. Mas foi pouco antes… eles finalmente encontraram algumas palavras. Eles nunca foram de palavras.”

Leia também:  A banda que é a “paciente zero” do punk, segundo Tom Morello

David confirmou que expressou seus sentimentos ao colega antes de sua partida, em 2008. Também revelou a resposta de Richard, antes de retornar para sua fama de “durão”.

“(Ele reagiu) Meio que com um ‘urgh’ e uma risada. Acho que ele repetiu de volta (o ‘eu te amo’). Foi basicamente (isso). Sou conhecido por nunca chorar, de verdade. Lágrimas são muito, muito raras em meus olhos.”

O responsável pela entrevista se lembrou então do trecho da letra de “Luck and Strange”, faixa-título do novo álbum solo de Gilmour que sai em setembro. Ela diz “these eyes stay dry, but my, oh my guitar” (“esses olhos continuam secos, mas a minha, oh a minha guitarra”).

O trecho é sugerido como um possível epitáfio para o guitarrista. Em resposta, ele brincou:

“Talvez. Mas não agora, se você não se importa.”

Sobre Richard Wright

Richard Wright integrou o Pink Floyd desde sua criação. Permaneceu de forma ininterrupta até 1981, quando foi concluída a turnê de “The Wall” (1979), que ele já havia realizado como músico contratado após desentendimentos com o vocalista e baixista Roger Waters.

Ainda como contratado, ele retornou em 1987. Em 1994, voltou a fazer parte da formação oficialmente. Também participou de turnês solo de David Gilmour. O tecladista morreu em 15 de setembro de 2008, aos 65 anos, vítima de câncer no pulmão.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA curiosa reação de Richard Wright após David Gilmour lhe dizer “eu...
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes
André Luiz Fernandes é jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Interessado em música desde a infância, teve um blog sobre discos de hard rock/metal antes da graduação e é considerado o melhor baixista do prédio onde mora. Tem passagens por Ei Nerd e Estadão.

2 COMENTÁRIOS

  1. O câncer o qual o Richard Wright foi vítima, era na cabeça e não de pulmão, como informado pelo amigo Jornalista e melhor baixista do prédio em que reside….

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades