Após briga entre esposas, Ozzy Osbourne e Geezer Butler voltam a se falar

Madman chegou a dizer que o colega de Black Sabbath não se importava mais com ele, o que o baixista negou e apresentou versão

O Black Sabbath realizou seu último show em 4 de fevereiro de 2017, na cidade inglesa de Birmingham, onde tudo começou. Desde então, muita coisa aconteceu nas vidas dos membros originais – incluindo a do baterista Bill Ward, que ficou de fora do desfecho por problemas de saúde e desentendimentos com os colegas.

A vida que mais sofreu reviravoltas foi a de Ozzy Osbourne. O cantor trouxe a público um diagnóstico de Parkinson que já era de conhecimento privado há anos. Desde então, trava uma luta dolorosa para conseguir voltar aos palcos, até o momento sem sucesso. No período, gravou dois discos solo. Em um deles, contou com Tony Iommi. Uma das músicas até rendeu Grammy à dupla.

- Advertisement -

Porém, a relação com Geezer Butler estava estremecida. Em sua biografia, “Into The Void: From Birth To Black Sabbath – And Beyond”, o baixista relatou que as divergências entre as esposas de ambos, que administram suas carreiras, acabou criando um distanciamento. Porém, a coisa mudou em tempos recentes.

O próprio instrumentista revelou que o contato foi retomada e está sendo constante. A informação foi repassada durante aparição no Trunk Nation terça-feira passada (28), no sistema americano de rádio SiriusXM.

Questionado pelo apresentador Eddie Trunk, ele disse, conforme transcrição do Blabbermouth:

“Conversamos praticamente todos os dias. Sofremos muitas falhas de comunicação em tempos recentes. Ele achava que eu não estava interessado em sua saúde, mas estava enviando todas essas mensagens que não eram repassadas. Pensou que estava o ignorando. Tive que mandar mensagem pelo contador do Sabbath para dizer que tinha enviado todas essas coisas para ele. A Rolling Stone publicou que eu o havia ignorado. Então, procurei o contador, ele entrou em contato com Ozzy e disse: ‘Ele está entrando em contato com você’. E estamos bem desde então.”

Em relação a Bill Ward, Geezer conta que a comunicação é um pouco diferente.

“Ele não tem email e eu odeio usar o telefone. Então, mando mensagem online para sua esposa e ela repassa.”

As versões de Ozzy e Geezer para o desentendimento

A matéria citada por Butler é uma entrevista de Ozzy à versão britânica da revista Rolling Stone em 2023. Na ocasião, o Madman falou:

“Tony Iommi tem me apoiado muito desde que revelei a minha doença. Geezer Butler não me deu uma p*rra de um telefonema. Nem uma maldita ligação. Quando seu filho nasceu, eu telefonava para ele todas as noites, mesmo que estivéssemos em guerra um com o outro por conta da minha demissão do Black Sabbath. Ainda assim pensei: ‘F*da-se, ele é meu amigo, vou ligar para ele’. Mas agora não recebi nem uma droga de ligação.”

Leia também:  Slash anuncia transmissão ao vivo de show com sua banda de blues

Ao Ultimate Classic Rock, para divulgar o livro de memórias no mesmo ano, Geezer declarou:

“Tony Iommi sempre esteve lá para mim. Você sabe, ele é um bom amigo. Podemos criticar um aos outro até a morte. É como o casamento, na verdade. Você tem discussões terríveis, se desentende, mas faz as pazes e volta a ficar junto da pessoa. Eu ainda amo Bill Ward, mas ele não está na internet. Se quiser falar com ele, você deve enviar um e-mail para a esposa e ela o avisa. É muito estranho. [Risos] E não falo mais com Ozzy.”

No epílogo de “Into the Void”, o baixista foi mais ameno, escrevendo apenas:

“Eu e Ozzy estamos bem, só que nós dois somos comandados por nossas esposas. Ele tem um grande coração e sempre esteve ao meu lado nos momentos difíceis.”

A volta do Black Sabbath

Ao mesmo Trunk Nation, Geezer deixou claro estar disposto a realizar um último show do Black Sabbath original, como já proposto por Ozzy e endossado por Tony. Porém, ele reconhece que os problemas de saúde de Bill seriam um obstáculo.

“Claro que há interesse da minha parte, mas há um grande ‘porém’: teríamos que consultar Bill sobre o assunto. Todos queremos, mas não sei se ele seria capaz de se comprometer.”

Ainda assim, já há até um local onde a possível apresentação seria realizada: a casa do time de futebol pelo qual os quatro torcem.

“Ozzy quer se apresentar no próximo ano em Aston, no estádio do Aston Villa [Villa Park em Aston, Birmingham]. Estou definitivamente pronto para isso, para terminar tudo lá. Ele e eu já concordamos quanto a isso, mas não ouvi nada em relação aos outros.”

O último show do Black Sabbath até o momento ocorreu no dia 4 de fevereiro de 2017, na Genting Arena, em Birmingham, Inglaterra. À época, Tommy Clufetos substituía Bill Ward nas baquetas.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasApós briga entre esposas, Ozzy Osbourne e Geezer Butler voltam a se...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades