O que diz Ian Hill (Judas Priest) sobre Phil Anselmo e acusação de nazismo

Durante entrevista, baixista afirmou que ele e os colegas de banda são "bons amigos" do vocalista do Pantera

Phil Anselmo está envolvido em polêmicas relacionadas ao racismo há muitas décadas. Uma das mais conhecidas é datada de 2016, quando, durante um show tributo ao guitarrista Dimebag Darrell, o vocalista do Pantera fez uma saudação nazista e gritou um slogan de supremacia branca para a plateia.

A atitude fez com que participações do tributo oficial à banda em festivais alemães acabassem cancelados no ano passado. De qualquer forma, os músicos continuam realizando turnês e participando de inúmeros eventos — abrindo até para o Metallica na etapa norte-americana da “M72 Tour”. 

- Advertisement -

Em dezembro de 2022, eles tocaram antes do Judas Priest em São Paulo, durante uma apresentação conjunta. O show era uma espécie de “esquenta” para o Knotfest Brasil daquele ano, que incluiu ambos no lineup e edições por outros países da América do Sul.

Diante do vínculo, Ian Hill, baixista do Priest, afirmou recentemente que ele e os colegas não têm qualquer problema com Anselmo. Na verdade, em suas palavras, são “bons amigos”.

Leia também:  Pete Townshend recua e diz que The Who não fará turnê de despedida

À jornalista Heloísa Lisboa, para a Rolling Stone Brasil, o músico desconversou a respeito das acusações direcionadas ao colega, sob o pretexto de que não sabe o suficiente do assunto. Também aproveitou a ocasião para elogiá-lo. 

“Conhecemos Phil. Não podemos acreditar… Quando não sabemos o suficiente, não dá para fazer declarações sobre isso. Sempre nos demos bem com ele e, obviamente, apoiamos ele. Não sei no que essas acusações resultaram. Não sei se algo aconteceu ou não. Queremos o melhor para ele.”

Anteriormente, antes mesmo do compromisso na capital paulista, Rob Halford já havia exaltado o vocalista e mencionado sua filosofia baseada no perdão. Durante bate-papo com o jornalista Felipe Branco Cruz, da revista Veja, o líder do Judas Priest declarou:

Leia também:  “Só o Sepultura não pode trocar de membros”, diz Andreas Kisser

“Espelho-me no Papa João Paulo II, que foi até a prisão onde estava o homem que tentou assassiná-lo e o perdoou. Se você carrega negatividade e ódio, isso só lhe fará mal. Rejeito o nazismo, rejeito o antissemitismo e sei como é ser discriminado. Phil é um bom amigo, amoroso e apaixonado pela música.”

Controvérsias de Phil Anselmo

Durante a edição 2016 do evento anual conhecido como “Dimebash”, que celebra a vida e a obra do falecido guitarrista do Pantera, Dimebag Darrell, Phil Anselmo realizou um gesto de “Sieg Heil” – a saudação usada pelos nazistas – seguido de um grito de “white power” (“poder branco”), slogan de supremacia branca.

Na época, muitos nomes se posicionaram contra a atitude de Anselmo, que explicou o acontecido como uma piada interna sobre “vinho branco” antes de se retratar de forma mais séria.

Não foi a única vez. Há registros de Anselmo fazendo o mesmo em um show na Coreia do Sul em 2001, além de uma série de discursos pregando supremacia branca em diferentes momentos da carreira.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasO que diz Ian Hill (Judas Priest) sobre Phil Anselmo e acusação...
Maria Eloisa Barbosa
Maria Eloisa Barbosahttps://igormiranda.com.br/
Maria Eloisa Barbosa é jornalista, 22 anos, formada pela Faculdade Cásper Líbero. Colabora com o site Keeping Track e trabalha como assistente de conteúdo na Rádio Alpha Fm, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades