O grande charme de Jimi Hendrix em “Little Wing”, segundo Gary Clark Jr

Músico revela que composição do álbum “Axis: Bold as Love” é uma de suas referências melódicas

A meteórica passagem de Jimi Hendrix pelo planeta deixou referências que irão perdurar para sempre. Prova disso é que muitos músicos nascidos após sua prematura morte, em 1970, seguem sendo influenciados pelo curto, porém, brilhante trabalho deixado. Um deles é Gary Clark Jr.

Em recente entrevista ao Ultimate Guitar, o guitarrista, vocalista e compositor foi perguntado sobre o que usa como parâmetro na hora de compor solos melódicos e marcantes. Inicialmente, ele confessou que sofreu uma mutação em comparação ao que realizava no início da carreira.

- Advertisement -

Disse o artista:

“Eu realmente não consigo assistir algumas das minhas performances mais antigas porque elas são meio autoindulgentes, feitas para ocupar espaço. Estava tocando por mais tempo para preencher o set. Acho que o que percebi durante a pandemia é que tenho feito muito barulho. Então, para o novo disco, realmente queria tocar apenas coisas que fizessem sentido.”

Houve até o momento em que uma decisão foi tomada de forma consciente.

“Conversando com meu produtor e parceiro de composição, Jacob Sciba, vi que não fazia sentido ficar estendendo os solos de guitarra. Você sabe, eu poderia fazer isso, mas seria apenas por fazer. Tudo o que quero expressar está aqui. Pode não ser tão emocionante quanto uma apresentação ao vivo, onde posso estender alguma parte por nove minutos, mas não há necessidade. Para mim, pessoalmente, não é o que gostaria de ouvir num disco. Não é o que eu gostaria de ouvir no meu disco.”

Jimi Hendrix e o equilíbrio

Foi quando veio a menção a Hendrix e uma canção que, ao mesmo tempo que exibia toda sua categoria, acabava em um fade que deixava o ouvinte ansioso por mais.

Leia também:  Slipknot anuncia show intimista na Califórnia para esta quinta (25)

“Quando Jimi Hendrix tocava ‘Little Wing’ você entendia para onde ele estava indo. Cheugei a tocar versões de 12 minutos daquele solo e isso é lindo. Mas o que adorei na versão original é que o som vai desaparecendo e nos deixa querendo mais, e é por isso que você fica querendo vê-lo ao vivo. Lá, ele se ramificava e se estendia. Veja Carlos Santana e Eric Clapton. Eles pegam alguns compassos extras em suas músicas onde, você as conhece pelo que são, mas então as vê ao vivo e parecem estar se expandindo. É melhor e mais emocionante, de certa forma.”

É justamente isso que Gary está em busca na nova fase da carreira.

“Então, estou tentando encontrar o equilíbrio entre manter as coisas musicais e melódicas, além de contar a história com a mesma empolgação de pisar em um fuzz e tocar quantas notas eu puder, fazendo aquela coisa de ‘dittly dittly’. Você pode expressar a mesma energia e emoção com bom gosto. Acho que é onde estou agora.”

Sobre “Little Wing”

Escrita por Jimi Hendrix, “Little Wing” teve sua versão original incluída no álbum “Axis: Bold as Love”, segundo da The Jimi Hendrix Experience. Lançado em 1967, o trbalho mostrava o trio ampliando sua gama de influências, incorporando elementos de R&B, soul music e jazz. Ganhou disco de platina nos Estados Unidos e ouro na Inglaterra.

Leia também:  O surpreendente diferencial de se trabalhar com Axl Rose, segundo Josh Freese

Posteriormente, a música foi regravada por uma série de artistas. Entre as versões em estúdio e ao vivo estão as de nomes como Eric Clapton (Derek and the Dominos), Sting, Stevie Ray Vaughan, Jeff Beck, Uli Jon Roth, Skid Row, Paul Rodgers, Pearl Jam e Def Leppard.

Gary Clark Jr e “Jpeg Raw”

Recentemente, Gary Clark Jr anunciou o lançamento do seu quarto álbum autoral de estúdio. “Jpeg Raw” sai em 22 de março e conta com 12 faixas. Ele sucede “This Land”, lançado em 2019 e que faturou o Grammy na categoria “Melhor Álbum de Blues Contemporâneo”. A faixa-título ainda levou estatuetas em “Melhor Canção de Rock” e “Melhor Performance de Rock”.

O trabalho conta com participações especiais de vários nomes, tendo Stevie Wonder e George Clinton como mais impactantes. Detalhes completos, assim como 4 músicas presentes no tracklist podem ser conferidos clicando aqui.

Turnê com Eric Clapton no Brasil

Gary desembarca no Brasil em setembro de 2024 para uma série de shows como atração de abertura de Eric Clapton, no giro que celebra 60 anos de carreira do britânico. Eis as datas e locais:

  • 24/09 Curitiba (Ligga Arena)
  • 26/09 Rio de Janeiro (Jeunesse Arena)
  • 29/09 São Paulo (Allianz Parque)

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO grande charme de Jimi Hendrix em “Little Wing”, segundo Gary Clark...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades