A maior influência de Dave Grohl na hora de compor, segundo o próprio

Líder do Foo Fighters buscou inspiração em figura lendária da cena punk/alternativa dos anos 1980

No período em que foi baterista do Nirvana, Dave Grohl chegou a emplacar alguns créditos como compositor em “Nevermind” e “In Utero”. Porém, como todos sabem, a banda tinha em Kurt Cobain seu líder e principal escritor. Assim que o vocalista e guitarrista se martirizou, coube ao colega seguir a vida com outra banda.

No Foo Fighters, o artista começou como faz-tudo. O álbum de estreia foi gravado sozinho, exceção a uma participação do guitarrista Greg Dulli (The Afghan Whigs) na faixa “X-Static”. Além do antigo colega, o agora frontman precisou buscar algumas referências. Em entrevista à Classic Rock em 2011, Grohl citou uma primordial.

- Advertisement -

Ele destacou:

“Cresci ouvindo Beatles, amo Led Zeppelin, além do Bad Brains e todo o punk rock. Mas quando se trata de guitarra e estrutura de canções, minha maior influência para compor é o Husker Dü. Bob Mould inspirou muito como toco e escrevo. Até já citei uma música deles em ‘Times Like These’, quando canto ‘I’m a new day rising’.”

A admiração que virou parceria

A idolatria acabou até mesmo rendendo uma colaboração posterior, quando Bob participou de “Dear Rosemary”, no álbum “Wasting Light”.

Leia também:  A opinião atual de Nikki Sixx sobre “Generation Swine”, do Mötley Crüe

“Ela estava pronta e achei que seria incrível se Bob a cantasse comigo. Mandei uma mensagem convidando para ir ao estúdio e ele aceitou na hora. Vendo-o ali, me dei conta que devia mais a ele do que a qualquer outro músico. Há coisas muito específicas que peguei de seu estilo.”

Sete anos mais tarde, em outra conversa com a mesma publicação, Dave foi além.

“Bob Mould deveria estar no mais alto escalão dos grandes compositores americanos. É tão influente quanto Tom Petty. Agradeço pela inspiração.”

Bob Mould e Husker Dü

Na ativa entre 1979 e 1988, o Husker Dü não obteve grande sucesso comercial, mas serviu de influência para bandas que tomaram a linha de frente na geração do rock alternativo dos anos 1990.

Leia também:  Como um comercial de manteiga salvou a carreira de John Lydon

Bob Mould ainda comandou o Sugar entre 1992 e 1995, além de manter carreira solo. Seu lançamento mais recente foi o álbum “Blue Hearts”, em 2020.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA maior influência de Dave Grohl na hora de compor, segundo o...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades