A clássica linha de baixo dos Beatles que Paul McCartney copiou de Chuck Berry

"I Saw Her Standing There" usa fraseado de canção de Berry; para Macca, riffs do instrumento não precisam ser originais

Declaradamente influenciados pelos pioneiros do rock and roll, os Beatles lançaram em 1963 seu álbum de estreia, “Please Please Me”. Uma das faixas beirava o plágio. Anos após o lançamento, Paul McCartney revelou que uma música composta por ele conta com a mesma linha de baixo da canção que abre “New Juke Box Hits”, álbum de Chuck Berry lançado em 1961.

Em entrevista de 1992 à Beat Instrumental — resgatada pela Far Out —, Macca revelou que já usou criações de outros artistas em gravações da banda. E não vê problema nisso.

- Advertisement -

Ele disse:

“Aqui está um exemplo de um pouco que peguei de alguém: eu usei o riff de baixo de ‘I’m Talking About You’, de Chuck Berry, em ‘I Saw Her Standing There’. Eu toquei exatamente as mesmas notas que ele e encaixou perfeitamente em nossa música. Mesmo agora, quando conto para as pessoas, acho que poucas acreditam em mim; portanto, te digo que um riff de baixo não precisa ser original.”

De acordo com McCartney, a dificuldade de tocar linhas de baixo elaboradas enquanto canta foi o motivo que o levou a samplear Berry.  

Leia também:  Executiva conta como festivais convenceram Slayer a voltar

“Outra dificuldade pra mim foi por conta de algumas partes que eram melódicas independentes, isso tornou cantar muito mais difícil. Então eu tive que colocar um pequeno esforço especial nisso, o que ficou muito interessante […] Eu poderia apenas aprender [a linha de baixo de ‘I Saw Her Standing There’], cortada de Chuck Berry, como tenho certeza que você sabe. ‘I’m Talking About You’. No entanto, eu dei crédito a ele.”

Em 1963 os Beatles fizeram um cover de “I’m Talking About You” durante participação no programa Saturday Club da BBC. Clique aqui para conferir.

Paul McCartney e o baixo

Em entrevista de 1994 a Tony Bacon, Paul McCartney comentou sua relação com o baixo. Um encontro com o Rei do Rock teria gerado ainda mais aproximação ao instrumento, visto por Paul como um poder que controla a banda.

“Me sinto orgulhoso de ser um baixista, bem orgulhoso da ideia. Uma vez que você entende o controle que tem sob a banda, você está no controle. Eles não podem ir pra lugar nenhum, cara. Poder! Depois eu comecei a me identificar com outros baixistas, a falar sobre baixo com os caras da banda. De fato, quando conhecemos Elvis, ele estava tentando aprender baixo, então eu fiquei tipo: ‘você está tentando aprender baixo, não é… filho? Sente-se, deixa eu te mostrar algumas coisas’.”

O processo de plágio entre os Beatles e Chuck Berry

Um dos maiores sucessos dos Beatles, “Come Together” foi composta por John Lennon e lançada no álbum “Abbey Road” em 1969. Curiosamente, a canção rendeu mais uma polêmica envolvendo o quarteto e Chuck Berry. 

Leia também:  Show de Roberto Carlos que inauguraria Arena Pacaembu é cancelado após vistoria

A faixa chamou a atenção do detentor dos direitos das canções de Berry por conta da grande semelhança com a estrutura melódica de “You Can’t Catch Me” de 1956. Além disso, ambas contêm a frase “here comes old flat-top…”.

Esses fatores foram suficientes para a equipe de Chuck mover um processo contra John, que assumiu culpa finalizando a ação com um acordo extrajudicial.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA clássica linha de baixo dos Beatles que Paul McCartney copiou de...
Tairine Martins
Tairine Martinshttps://www.youtube.com/channel/UC3Rav8j4-jfEoXejtX2DMYw
Tairine Martins é estudante de jornalismo na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Administra o canal do YouTube Rock N' Roll TV desde abril de 2021. Instagram: @tairine.m

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades