Prodigy muda letra de “Smack My Bitch Up” durante shows em Londres

Lançada em 1997, música e seu videoclipe foram alvos de críticas por promoverem violência contra mulheres

Recentemente, o Prodigy voltou aos palcos para uma série de shows pelo Reino Unido. Chamou atenção dos fãs a mudança na letra de “Smack My Bitch Up”. Presente no álbum “The Fat of the Land” (1997), a canção gerou polêmica desde o lançamento original, tanto pelo seu título (“Bata na minha vadia”, em uma tradução livre) quanto pelo videoclipe, que chegou a ser censurado pela MTV em todo o mundo – incluindo Brasil.

Uma filmagem no Alexandra Palace, em Londres (via Consequence), mostra que o vocalista Maxim Reality não vem mais mencionando o título em meio à interpretação. Ao invés disso, ele apenas repete a única outra frase da composição, “Change my pitch up” – algo como “mude meu tom” em outra tradução livre.

- Advertisement -
Leia também:  Sepultura diz que Eloy Casagrande saiu “de surpresa e sem aviso prévio”

Confira abaixo.

Apesar da limitada veiculação na mídia à época do lançamento – ou talvez até mesmo por isso – “Smack My Bitch Up” chegou ao 8º lugar na parada britânica, permanecendo 16 semanas no Top 100. O vídeo foi dirigido pelo conceituado diretor sueco Jonas Åkerlund – mais conhecido no meio metálico como baterista do Bathory entre 1983 e 1984.

Além de receber críticas de artistas como Tori Amos e Beastie Boys, a faixa foi denunciada pela Organização Nacional para Mulheres (NOW), alegando “promoção de violência de gênero como uma forma de entretenimento”. Mais tarde, uma pesquisa de 2010 conduzida pela Performing Right Society (PRS) a elegeu a música mais polêmica de todos os tempos.

Leia também:  A curiosa razão que faz Liam Gallagher pensar que Noel topará reunir Oasis

Sobre o Prodigy

Misturando dance music, hardcore, electropunk e uma série de outros subgêneros underground, o Prodigy se tornou um dos principais expoentes da música eletrônica no final do século passado. O produtor e compositor Liam Howlett é a principal mente por trás do grupo. Em 2019, o vocalista e dançarino Keith Flint, considerado sua figura mais popular, tirou a própria vida.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasProdigy muda letra de “Smack My Bitch Up” durante shows em Londres
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades