Por que Daryl Hall está processando John Oates

Bloqueio da venda de participação não especificada da dupla é a finalidade da ação; audiência está marcada para 30 de novembro

O motivo por trás do processo movido por Daryl Hall contra seu parceiro musical de 50 anos, John Oates, foi revelado por uma reportagem da Associated Press.

­

- Advertisement -

A agência de notícias obteve acesso aos documentos judiciais e publicou que a ordem de restrição autorizada no último dia 16 de novembro serviu para bloquear uma venda ilegal de participação da dupla — diferentemente do que havia sido noticiado pelo TMZ e replicado por este site. O texto não deixa claro o tipo de participação, mas Hall já havia expresso em entrevista de 2021 que se decepcionou com a venda de parte significativa do catálogo do duo, há mais de 15 anos.

De acordo com a reportagem, Oates estaria negociando através de seu espólio com a Primary Waves IP Investment Management, dona de uma fatia significativa do catálogo do duo, para vender sua participação restante. Segundo Hall, ele estaria impedido de realizar essa transação por causa de um trato firmado entre os dois. Além disso, a mera revelação deste acordo em uma carta de intenção ao comprador violou uma cláusula de confidencialidade.

Na petição da ordem de restrição junto ao Tribunal de Chancelaria de Nashville, os advogados de Daryl Hall argumentaram que as partes haviam concordado em resolver essa disputa por meio de arbitragem (método no qual alguém é definido para solucionar o conflito sem a participação da Justiça). Entretanto, os profissionais foram comunicados pela equipe legal de John Oates da iminência do fechamento da venda antes mesmo de um “árbitro” ser selecionado. Isso criou a necessidade de uma medida legal mais incisiva.

Leia também:  Zakk Wylde conta por que não entrou para o Guns N’ Roses nos anos 90

Ao decidir pela ordem de restrição, o juiz determinou que Oates ou outras partes envolvidas em seu espólio não podem fechar a venda antes de uma decisão do árbitro ou a expiração da medida judicial. Contudo, a autoridade pode estender o prazo desta se nenhum acordo for atingido dentro de 15 dias.

O juiz também marcou uma audiência relacionada ao caso para a próxima quinta-feira (30), em Nashville.

Os detalhes da ordem de restrição emitida no último dia 16 de novembro foram mantidos inicialmente sob sigilo, a pedido da equipe legal de Hall. O motivo argumentado na petição foi que se trata de uma disputa particular sobre um acordo confidencial, que envolve arbitragem também correndo em segredo de justiça.

Leia também:  O grande erro dos tempos iniciais do Angra, segundo Marco Antunes

Na ativa desde 1970, Hall & Oates são o duo mais vendido da história da música pop, com mais de 40 milhões de discos comercializados em todo o planeta. Entretanto, a parceria parece estar estremecida há algum tempo. Durante uma aparição de Hall no podcast Club Random, em 2022, ele caracterizou Oates como seu parceiro de negócios, não criativo.

Daryl Hall e John Oates

Nas últimas décadas, Hall & Oates estiveram nos tribunais em duas ocasiões, porém, do mesmo lado. Em 2008 eles fizeram uma denúncia contra sua antiga gravadora relativa a supostas apropriações financeiras indevidas. Já em 2015, um ano após terem sido induzidos ao Rock and Roll Hall of Fame, a ação foi contra uma empresa de granola que passou a vender um produto chamado “Haulin’ Oats”.

Apesar de viverem às turras, Hall e Oates seguiram se apresentando juntos até 2022, quando realizaram sete shows. O último disco de material inédito, “Do it For Love”, saiu em 2003.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasPor que Daryl Hall está processando John Oates
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e cursou Direção Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Apaixonado por música, já editou blogs de resenhas musicais e contribuiu para sites como Rock'n'Beats e Scream & Yell.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades