Ordem de restrição de Daryl Hall contra John Oates envolve músicas em shows solo

Oates realizou uma série de apresentações em novembro e teria tocado canções da dupla sem autorização

Finalmente sabemos a razão pela qual Daryl Hall entrou com uma ordem de restrição contra John Oates, seu parceiro musical no Hall & Oates. De acordo com o TMZ, a medida legal foi tomada para barrar que músicas da dupla fossem tocadas por Oates, sem autorização, durante shows solo.

Oates realizou uma série de shows solo nos Estados Unidos no início de novembro. As duas últimas datas, nos dias 9 e 10, foram adiadas para 2024.

- Advertisement -

O músico não deu uma razão oficial para ter postergado essas datas. Contudo, o timing sugere uma notificação extrajudicial.

O processo que corre no Tribunal de Chancelaria de Nashville não teve outros detalhes revelados até o momento. O que se sabe, através da revista Philadelphia, é que o Hall apresentou uma denúncia contra o colega no último dia 16 de novembro. Na mesma data pediu que os contatos fossem proibidos pela Justiça.

Leia também:  Green Day se encaixaria com Ed Sheeran e Taylor Swift se surgisse hoje, diz Billie Joe

Hall & Oates, Daryl Hall e John Oates

Na ativa desde 1970, Hall & Oates são o duo mais vendido da história da música pop, com mais de 40 milhões de discos comercializados em todo o planeta. Entretanto, a parceria parece estar estremecida há algum tempo.

Em entrevista de 2022 ao Club Random, Hall caracterizou Oates como seu parceiro de negócios, não criativo. Já em um episódio recente de seu programa no YouTube “Live From Daryl’s House”, trouxe como convidado outro músico com quem teve uma parceria: Robert Fripp. O guitarrista do King Crimson produziu o primeiro disco solo do americano, “Sacred Songs” (1980), mas logo a dupla desandou.

Ao Pitchfork, em 2007, Hall falou sobre esse rompimento com o colega inglês:

“Quando você entra numa relação ou numa parceria com um músico, é quase um namoro. E esse é o melhor jeito que tenho para descrever. Você entra no coração de alguém. E Robert acho que imaginava me roubar do John [Oates].” 

Nos tribunais, mas do mesmo lado

Nas últimas décadas, a dupla esteve nos tribunais em duas ocasiões, porém, do mesmo lado. Em 2008 eles fizeram uma denúncia contra sua antiga gravadora relativa a supostas apropriações financeiras indevidas. Já em 2015, um ano após terem sido induzidos ao Rock and Roll Hall of Fame, a ação foi contra uma empresa de granola que passou a vender um produto chamado “Haulin’ Oats”.

Leia também:  O AVC e a recuperação de Nicko McBrain, detalhados por Bruce Dickinson

Apesar de viverem às turras, Hall e Oates seguiram se apresentando juntos até 2022, quando realizaram sete shows. O último disco de material inédito, “Do it For Love”, saiu em 2003.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasOrdem de restrição de Daryl Hall contra John Oates envolve músicas em...
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda
Pedro Hollanda é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso e cursou Direção Cinematográfica na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Apaixonado por música, já editou blogs de resenhas musicais e contribuiu para sites como Rock'n'Beats e Scream & Yell.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades