Alice Cooper no universo 007? Quase rolou

"The Man With the Golden Gun" é tida como superior à música tema oficial de “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro”

Depois do gigantesco sucesso do álbum e da turnê “Billion Dollar Babies” (1973), a banda Alice Cooper — formada por Cooper, os guitarristas Glen Buxton e Michael Bruce, o baixista Dennis Dunaway e o baterista Neal Smith — voltou a sua mansão em Connecticut. Os músicos pretendiam se recuperar e começar a pensar nas músicas para seu próximo disco.

Foi quando Albert R. Broccoli e Harry Salzman, produtores da franquia de filmes do James Bond, convidaram o grupo para criar uma possível música tema para o filme “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro”. Era o nono título da saga e segundo com Roger Moore no papel do agente.

- Advertisement -

Como Paul McCartney e os Wings haviam acertado em cheio com “Live and Let Die” para o oitavo, “Com 007 Viva e Deixe Morrer” — maior sucesso de bilheteria de 1973 —, o “sim” foi imediato.

O problema é que em vez de finalizar os trabalhos em tempo hábil para a gravação, a banda não teve pressa, deliberou e demorou demais para concluir a faixa denominada “The Man with the Golden Gun”. A equipe de James Bond ficou cansada de esperar e aceitou a oferta da cantora Lulu de uma música homônima ao filme.

É quase um consenso entre os fãs da série a música tema de Lulu se tratar mais fraca entre todas as lançadas. A opinião é compartilhada até pelo maestro John Barry, que compôs o tema original do agente 007.

Em entrevista a Dave Thompson, reproduzida na biografia “Alice Cooper: Bem-vindo ao meu pesadelo” (Madras, 2013), Smith confessa que “The Man with the Golden Gun” é…

Leia também:  Não é dos Beatles a melhor música de Paul McCartney, segundo Joe Elliott

“A única música, de todos os oito álbuns que fizemos, cuja melodia simplesmente não me deixou feliz. Era para fazer jus ao filme de Bond e todos os elementos estavam lá, mas não no ponto como deveriam estar.”

“The Man with the Golden Gun” acabaria sendo aproveitada em “Muscle of Love”, o último álbum do Alice Cooper como banda. O disco vendeu pouco mais de 500 mil cópias nos Estados Unidos, cerca de metade de seu predecessor.

Já o longa, coestrelado por Christopher Lee no papel do vilão Francisco Scaramanga, um dos mais notáveis da franquia, e pelo francês Hervé Villechaize — o Tattoo do seriado “A Ilha da Fantasia” (1977-1984) —, rendeu US$ 97,6 milhões em bilheteria. Menos que o filme que o antecedeu, mas, ainda assim, uma das maiores do ano de seu lançamento.

Alice Cooper e “Muscle of Love”

Descrito pela Circus como “o mais chocante LP já feito”, o disco, segundo Alice, “está interessado em hábitos sexuais urbanos”. Embora a música “Teenage Lament 74” tenha chegado ao 12º lugar no Reino Unido, a turnê foi pequena e rendeu pouquíssimas manchetes. A título de curiosidade, os últimos shows do giro foram no Brasil, após os quais a banda se separou.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesAlice Cooper no universo 007? Quase rolou
Marcelo Vieira
Marcelo Vieirahttp://www.marcelovieiramusic.com.br
Marcelo Vieira é jornalista graduado pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso (FACHA), com especialização em Produção Editorial pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Há mais de dez anos atua no mercado editorial como editor de livros e tradutor freelancer. Escreve sobre música desde 2006, com passagens por veículos como Collector's Room, Metal Na Lata e Rock Brigade Magazine, para os quais realizou entrevistas com artistas nacionais e internacionais, cobriu shows e festivais, e resenhou centenas de álbuns, tanto clássicos como lançamentos, do rock e do metal.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades