Como Paul Rodgers acabou em “difícil” projeto com o Queen

Parceria rendeu a primeira turnê do grupo em duas décadas, além de um álbum de estúdio e outros lançamentos ao vivo

O Queen + Paul Rodgers existiu entre 2004 e 2009. O projeto rendeu o álbum de estúdio “The Cosmos Rocks” (2008), além de uma série de registros ao vivo. Mas o principal foi o retorno da banda aos palcos após quase duas décadas de seu último show.

Em entrevista ao TalkShop Live, transcrita pelo Blabbermouth, o cantor do Free e Bad Company recordou como se deu a parceria.

“Brian (May, guitarrista) falou comigo sobre fazer alguns shows apenas por diversão. Antes, hávíamos tocado ‘All Right Now’ e ‘We Will Rock You’ para um especial de televisão. Entrei nisso com muito respeito por Freddie Mercury e saí com ainda mais respeito quando quis voltar para minha própria música.”

- Advertisement -

Figura com raízes sedimentadas no blues rock, Paul precisou modificar algumas características de sua abordagem para se adaptar ao estilo mais pomposo da banda britânica.

“Depois de fazer uma turnê com os caras, percebi que estar no lugar de Freddie não era uma tarefa simples. Quero dizer, eles têm tantas músicas ótimas e foi uma experiência muito, muito esclarecedora, na verdade.”

De qualquer modo, a missão principal do projeto, que era recolocar Brian e o baterista Roger Taylor na estrada, foi cumprida.

“Eles nunca mais tinham feito turnês. Realizaram alguns shows especiais, com várias pessoas excelentes como Elton John e George Michael, mas só. E eu consegui resgatá-los. Eles sabiam que tinham as músicas, mas simplesmente não se sentiam confiantes o suficiente para cair na estrada outra vez. E foi isso que fizemos juntos e os fãs foram adoráveis.”

Queen e Paul Rodgers

Atualmente, o Queen segue na ativa tendo Adam Lambert como titular do microfone. Entre outubro e novembro, a banda realiza uma excursão pela América do Norte, com direito a duas apresentações no icônico Madison Square Garden, em Nova York, Estados Unidos. Para fevereiro do ano que vem, uma viagem ao Japão já está agendada.

Leia também:  A dura crítica que Mike Dirnt (Green Day) fez ao Blink-182

Já Paul Rodgers lança o álbum solo “Midnight Rose” no próximo dia 22 de setembro. O trabalho conta com 8 novas músicas, incluindo “Take Love”, que chegou a ser tocada ao vivo com o Queen, mas nunca havia sido registrada em estúdio. A produção ficou a cargo de Cynthia Rodgers, esposa do artista, em parceria com o icônico Bob Rock (Metallica, Mötley Crüe, Bon Jovi, The Cult). As gravações foram realizadas no estúdio The Warehouse, propriedade de Bryan Adams em Vancouver, Canadá.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesComo Paul Rodgers acabou em “difícil” projeto com o Queen
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades