Nita Strauss se reafirma como um dos grandes talentos da atualidade em “The Call of the Void”

Segundo trabalho solo da guitarrista divide o tracklist entre faixas instrumentais e parcerias com vocalistas como David Draiman e Alissa White-Gluz

Em 2018, a guitarrista Nita Strauss lançou seu primeiro álbum solo, “Controlled Chaos”. Completamente instrumental, o trabalho foi certeiro ao servir como vitrine para uma exibição da técnica aprimorada de sua protagonista e, ao mesmo tempo, conseguir ser acessível e agradável a ouvidos não tão acostumados com o formato.

Seria natural imaginar que a fórmula se repetiria no trabalho seguinte. Porém, a integrante das bandas de Alice Cooper e Demi Lovato resolveu mexer no time que estava ganhando, mesmo que apenas em partes.

- Advertisement -

“The Call of the Void” conta com um tracklist mesclado. Metade das faixas segue o roteiro de seu antecessor, enquanto a outra parte conta com um estrelado cast de vocalistas que não apenas cantaram, mas também participaram ativamente do processo criativo em suas respectivas canções.

Vários momentos já são conhecidos do público, considerando que cinco músicas foram lançadas como single. O resultado mais expressivo foi obtido justamente com a primeira. “Dead Inside”, parceria com David Draiman (Disturbed), que transformou Nita na primeira mulher a alcançar o top 10 do chart Mainstream Rock da Billboard em 26 anos – sim, ela foi disponibilizada ainda em 2021. A anterior havia sido Melissa Etheridge com “Your Little Secret”, em dezembro de 1995.

Outra previamente divulgada é a que abre o tracklist, “Summer Storm”, com alternâncias rítmicas que mostram mais uma vez o que levou Strauss ao seu patamar atual. A seguir, o melhor momento de todo o play. Alissa White-Gluz (Arch Enemy) despeja uma carga de agressividade descomunal em “The Wolf You Feed”, não apenas uma música superior, mas também trazendo um conteúdo lírico necessário sobre nossa relação com os sentimentos negativos – que fazem parte da vida, você goste de admitir ou não. O resultado é um heavy metal de pura essência, pontuado por duas artistas muito acima da média.

Leia também:  Linkin Park anuncia música inédita com vocais de Chester Bennington

Da mesma forma, a letra de “Digital Bullets” merece um destaque à parte. Escrita por Chris Motionless (Motionless in White) fala sobre como os “keyboard warriors”, os trolls da internet, não se manifestam no mundo externo. Outra grande passagem ocorre em “The Golden Trail”, com Anders Fridén fazendo verter uma lágrima no canto do olho dos fãs do In Flames – especialmente aqueles que sentem que a banda sueca deixou algo para trás em seus discos recentes.

Entre as instrumentais, vale ainda citar “Consume the Fire” e “Momentum”, capazes de deixar qualquer aspirante boquiaberto com suas referências a shredders oitentistas sem perder o foco nas características pessoais da figura principal da obra. O trabalho se encerra de forma emotiva em “Surfacing”, duo guitarrístico com Marty Friedman (ex-Megadeth e Cacophony).

Leia também:  Honeymoon Suite rompe hiato em grande estilo com “Alive”

Além de novamente demonstrar sua já reconhecida categoria instrumental, Nita Strauss oferece muito sobre o que pensar e refletir com “The Call of the Void”. Pesado, melódico e moderno, o play merece destaque não apenas por sua qualidade, mas pela coragem que a protagonista teve ao fugir da zona de conforto mesmo tendo lançado um disco anterior a esse que, por si só, já era excelente. Acabou sendo devidamente recompensada.

Ouça “The Call of the Void” a seguir, via Spotify, ou clique aqui para conferir em outras plataformas digitais.

O álbum está na playlist de lançamentos do site, atualizada semanalmente com as melhores novidades do rock e metal. Siga e dê o play!

Nita Strauss – “The Call of the Void”

01. Summer Storm

02. The Wolf You Feed (feat. Alissa White-Gluz)

03. Digital Bullets (feat. Chris Motionless)

04. Through the Noise (feat. Lzzy Hale)

05. Consume The Fire

06. Dead Inside (feat. David Draiman)

07. Victorious (feat. Dorothy)

08. Scorched

09. Momentum

10. The Golden Trail (feat. Anders Fridén)

11. Winner Takes All (feat. Alice Cooper)

12. Monster (feat. Lilith Czar)

13. Kintsugi

14. Surfacing (feat. Marty Friedman)

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioLançamentosNita Strauss se reafirma como um dos grandes talentos da atualidade em...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades