A desagradável ocasião em que Eddie Van Halen conheceu Ritchie Blackmore e John Bonham

O guitarrista teve a chance de se vingar do primeiro tempos depois, mas acabou optando por manter a diplomacia

Há quem diga que é melhor não conhecer seus heróis para evitar uma decepção caso eles mostrem uma face nada agradável. Embora o próprio não fosse lá a pessoa mais acessível do mundo, Eddie Van Halen experimentou a sensação quando conheceu dois ídolos, logo que começou a fazer sucesso.

A história foi contada pelo músico à revista Guitar Player, em 1979 – em resgate do site Rock and Roll Garage. Tudo começou quando a então revelação da guitarra foi questionada sobre o tipo de instrumentista que curtia em sua função. Ao citar Ritchie Blackmore, memórias vieram à tona e Eddie disparou:

“Conheci ele no Rainbow Bar & Grill, em Hollywood. Estava com John Bonham. À época tocávamos nos clubes. Você sabe, eu cresci o admirando. Corri até eles e disse ‘olá’. Os dois apenas olharam para mim e disseram: ‘Quem é você? Cai fora’. Isso me irritou.”

- Advertisement -

Pouco tempo depois, Van Halen teve a chance de ir à forra com o colega de armas. Porém, se valeu da máxima do Seu Madruga de que “a vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena”.

“Recentemente, o Rainbow tocou na Long Beach Arena. Isso foi logo depois que ganhei o prêmio de melhor guitarrista na votação dos leitores, o que me deixou muito honrado, fez eu me sentir bem. Fui até lá, de certa forma, para me vingar, sabe. Só tinha vontade de chegar nele e dizer: ‘Ei, filho da puta, lembra de mim? Cerca de três anos atrás, quando você me tratou como merda?’ Mas não aconteceu. Apenas cumprimentei e ele me reconheceu e elogiou.”

Don Airey cita história parecida

Curiosamente, uma história relativamente parecida foi lembrada por Don Airey, atual tecladista do Deep Purple e ex-colega de Blackmore. Em entrevista de 2020 à Mulatschag TV, transcrita pelo Rock and Roll Garage, ele declarou:

“Gary Moore e Eddie Van Halen eram amigos. Eles foram ver o Rainbow na Long Beach Arena e queriam conhecer Blackmore. Chamei-o e disse ‘Ei, Ritchie, quero apresentar duas pessoas. Esses são Gary Moore e Eddie Van Halen’. Ele meio que ficou furioso e saiu dali (risos). Não sei o que pensou, talvez tenha achado que eu queria pregar uma peça.”

Ritchie Blackmore sobre Eddie Van Halen

Apesar dos pesares, Ritchie Blackmore demonstrou grande respeito quando Eddie Van Halen faleceu, em outubro de 2020. Em nota oficial enviada à imprensa, declarou:

“Eddie Van Halen foi um músico brilhante que criou uma técnica de tocar que foi imitada por toda uma geração de guitarristas. Um dos instrumentistas mais legais que já conheci. Muito tímido e nada convencido sobre sua habilidade. Frank Zappa disse que Eddie reinventou a guitarra. Concordo. Ele fará muita falta. Mas seu brilhante legado sempre será lembrado. O maior guitar hero.”

Leia também:  Como The Who popularizou a ópera rock com “Tommy”

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesA desagradável ocasião em que Eddie Van Halen conheceu Ritchie Blackmore e...
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades