James Gunn rebate crítica a escalação de esposa do diretor em projetos da DC

Jennifer Holland, esposa de Gunn, apareceu em outras produções da DC, como "O Esquadrão Suicida" e "Adão Negro".

O diretor James Gunn, um dos novos responsáveis pelo desenvolvimento dos filmes e séries da DC, respondeu às acusações de que estaria se aproveitando do cargo para empregar sua esposa, a atriz Jennifer Holland.

As acusações apareceram após Holland, que interpretou a personagem Emilia Harcourt nos filmes “O Esquadrão Suicida” e “Adão Negro”, além da série “Pacificador”, ter feito uma aparição na cena pós-créditos de “Shazam! Fúria dos Deuses”.

- Advertisement -

Em seu perfil no Twitter, Gunn se defendeu.

“O único filme da DC para o qual escalei minha esposa foi ‘O Esquadrão Suicida’. Não tive nenhuma relação com a escalação dela em outro filme – qualquer coisa gravada há um ano e pouco ocorreu enquanto estava em (Guardiões da Galáxia) Vol. 3. Mas sei que alguns de vocês precisam, profundamente, ter motivos para odiar.”

Outro ponto que ajuda a defender James Gunn é o simples fato de que “Shazam! Fúria dos Deuses” foi gravado antes de o cineasta ser indicado para o novo cargo que ocupa.

Quem também saiu em defesa do cineasta foi o colega David Ayer, diretor do primeiro “Esquadrão Suicida”. Também em seu perfil no Twitter, afirmou:

“Existem aqueles que estão dispostos a tirar fotos ordinárias do Grassy Knoll (em referência ao local em que muitas fotos do assassinato do ex-presidente americano John Kennedy foram tiradas e acabaram sendo usadas em diversas teorias da conspiração). O caminho da positividade e criação sempre vai vencer. Agora, você tem o trabalho mais difícil de Hollywood. E você o faz parecer fácil e um pouco divertido também.”

James Gunn e DC

James Gunn foi anunciado como co-CEO da DC Studios, nova divisão de filmes da editora, em outubro de 2022, junto do produtor Peter Safran. O diretor já promoveu uma série de mudanças nas produções da empresa, que ainda não se encontrou com seu universo cinematográfico.

Leia também:  Jinjer anuncia 6 shows no Brasil com Heaven Shall Burn abrindo

Há alguns dias, Gunn também foi confirmado como diretor e roteirista de “Superman: Legacy”, o próximo filme do Homem de Aço nas telonas.

Próximos projetos

No último mês de janeiro, James Gunn e Peter Safran revelaram os primeiros projetos da primeira fase da nova DC nas telas, intitulada “Gods and Monsters”. Entre os filmes anunciados, o que mais chama atenção é a já mencionada “Superman: Legacy”, prevista para estrear em 11 de julho de 2025.

Falando sobre o projeto, Peter Safran descreveu a premissa:

“O foco é no Superman equilibrando sua herança kryptoniana com sua criação humana. Ele é a personificação da verdade, justiça e o American way. Ele é bondade em um mundo que considera bondade algo ultrapassado.”

Quanto ao Batman, a DC anunciou “The Brave and the Bold”, que apresentará aos espectadores os integrantes da Bat-família, começando pelo Robin mais recente dos quadrinhos, Damien Wayne. De acordo com Gunn, a grande influência dessa adaptação é a passagem do autor Grant Morrison no comando do Homem-Morcego nos gibis.

Leia também:  Homens que acusam Michael Jackson de abuso querem julgamento antes de filme

O novo longa do Batman, vale ressaltar, tem nada a ver com o do ano passado, estrelado por Robert Pattinson, e que continuará a existir fora desse universo.

Entre os outros projetos anunciados estão “The Authority”, uma adaptação do título criado por Warren Ellis e Bryan Hitch para o selo Wildstorm. Voltada para um público mais adulto, é uma história de uma equipe de super-humanos que não têm o menor receio de sujar as mãos na hora de salvar o mundo.

A lista de filmes anunciados ainda contém uma adaptação de Supergirl e o Monstro do Pântano, que Gunn diz refletirem o lado mais experimental dessa versão do DCU.

Em suma, confira abaixo os filmes anunciados:

  • “Superman: Legacy”;
  • “The Authority”;
  • “The Brave and the Bold”;
  • “Supergirl: Woman of Tomorrow”;
  • “Swamp Thing”.

Já entre as séries para TV e streaming, temos:

  • “Creature Commandos”, tipo um Esquadrão Suicida das antigas;
  • “Waller”, focada na figura de autoridade mais temida/detestada da DC, Amanda Waller;
  • “Lanterns”, um noir estrelado pelos dois Lanternas mais famosos, Hal Jordan e John Stewart;
  • “Paradise Lost”, mostrando intrigas palacianas e brigas por poder em Themyscira antes do nascimento da Mulher-Maravilha;
  • e “Booster Gold”, contando a história do viajante do tempo mais trapalhão a virar um super-herói.

Apesar de ter sido anunciado um novo universo, projetos confirmados anteriormente também foram mantidos. São eles:

  • “Shazam! Fúria dos Deuses”;
  • “The Flash”;
  • “Besouro Azul”;
  • “Aquaman e o Reino Perdido”;
  • “Peacemaker” (2ª temporada);
  • “Coringa: Folie à Deux”;
  • “The Batman 2”;
  • “Gotham Knights” (The CW);
  • “Superman & Lois” (The CW);
  • “Pennyworth” (HBO Max).

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasJames Gunn rebate crítica a escalação de esposa do diretor em projetos...
Augusto Ikeda
Augusto Ikedahttp://www.igormiranda.com.br
Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atua no mercado desde 2013 e já realizou trabalhos como assessor de imprensa, redator, repórter web e analista de marketing. É fã de esportes, tecnologia, música e cultura pop, mas sempre aberto a adquirir qualquer tipo de conhecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades