O grande problema dos Beatles, na opinião de Mick Jagger

Vocalista dos Rolling Stones entende que sua banda superava os amigos e rivais em um ponto específico e muito importante

A despeito de rivalidades alimentadas por público e mídia, a relação entre os Beatles e os Rolling Stones sempre foi amistosa. Mick Jagger, especificamente, sempre teve linha aberta junto do Fab Four, especialmente em se tratando de John Lennon, com quem desenvolveu amizade que perdurou até o fim da vida do ilustre filho de Liverpool.

­

- Advertisement -

Ainda assim, o frontman que redefiniu os parâmetros da função na história do rock possuía uma crítica em relação aos amigos. Ela residia em um aspecto no qual sua banda segue sendo referência até os dias atuais. A revelação foi feita durante entrevista à quase homônima revista Rolling Stone, realizada em 1995.

Ele disse, conforme resgate do Far Out Magazine:

Eles certamente não eram uma grande banda ao vivo. Talvez fossem nos dias do Cavern, quando estavam surgindo como uma banda de casas noturnas. Tenho certeza de que eram hilariamente engraçados e tudo mais. Mas, no que diz respeito ao mundo moderno, eles não eram uma grande banda de apresentação.”

Ainda assim, Jagger faz questão de deixar claro que essa perspectiva não invalida em nada tudo que foi alcançado pelos Beatles.

“Mas eles merecem essa reputação fantástica que ainda possuem? Claro que sim. Eles eram os Beatles.”

Leia também:  O arrependimento de Kerry King em parceria com o Beastie Boys

Beatles e Rolling Stones

Em 1988, Mick Jagger foi o responsável pelo discurso de indução dos Beatles ao Rock and Roll Hall of Fame. Durante sua fala, o cantor destacou a impressão que os futuros rivais deixaram quando os ouviu pela primeira vez.

“Os Stones tocavam nesses pequenos clubes em Londres, fazíamos canções de Chuck Berry, números do blues e coisas assim. Amávamos isso. Éramos muitos desalinhados. Pensávamos ser algo totalmente único, uns animais! Quero dizer, não havia ninguém como nós. E então eu escuto que havia um grupo em Liverpool. Eles tinham cabelo longo, roupas desalinhadas, mas também tinham um contrato de gravadora. E eles tinham um compacto nas paradas com uma gaita blues chamado ‘Love Me Do‘. Quando escutei a combinação de todas essas coisas fiquei quase doente.”

A fala completa pode ser conferida abaixo.

Recentemente, Paul McCartney participou de “Hackney Diamonds”, novo álbum dos Rolling Stones. Ele registrou o baixo na música “Bite My Head Off”, em contato intermediado pelo produtor Andrew Watt, que vinha trabalhando com os dois lados à época das sessões.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | TikTok | Facebook | YouTube | Threads.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioCuriosidadesO grande problema dos Beatles, na opinião de Mick Jagger
João Renato Alves
João Renato Alveshttps://twitter.com/vandohalen
João Renato Alves é jornalista, 40 anos, graduado pela Universidade de Cruz Alta (RS) e pós-graduado em Comunicação e Mídias Digitais. Colabora com o Whiplash desde 2002 e administra as páginas da Van do Halen desde 2009. Começou a ouvir Rock na primeira metade dos anos 1990 e nunca mais parou.

1 COMENTÁRIO

  1. Talvez ele esteja certo……talvez nao. Pode ser q os 4 magicos da musica tenham sido alguma coisa q nao entendemos ate hoje. Sei la!

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Últimas notícias

Curiosidades