Novo ministro dos Direitos Humanos é fã de Body Count e teve banda de rap metal

Silvio Almeida era guitarrista do Delito, grupo que tinha como referências Rage Against the Machine, Racionais MC’s e Suicidal Tendencies

Atentos ao histórico dos novos ministros do governo federal que tomaram posse nos últimos dias, usuários do Twitter recuperaram postagens em que Silvio Almeida, responsável pela pasta dos Direitos Humanos e Cidadania, comentou seu passado como membro de uma banda de rap metal.  

A revelação veio em 21 de junho de 2020, quando Mano Brown, do Racionais MC’s, usou sua página na rede social para perguntar a seus seguidores qual música do grupo foi a primeira que ouviram. Em resposta, o atual ministro apontou “O Homem na Estrada” e revelou que fazia cover da canção de 1993 com sua banda.

“‘O Homem na Estrada’. Ouvia, fazia cover na banda de rap metal que eu tive e ouço até hoje.”

- Advertisement -

Intrigado com a informação, um usuário da rede perguntou a Silvio sobre a banda Body Count, grande nome do rap metal americano, lembrada por ter como integrante o rapper e ator Ice-T. O então futuro ministro revelou ser fã do grupo e aproveitou a deixa para listar as bandas que eram influência em seu projeto musical. 

“Toquei muito Body Count, Suicical Tendencies, Infectious Groove. Tinha até um boné com o “D” do Dean Pleasants…rs”

Por fim, Silvio que atuava como guitarrista, revelou o nome do projeto e uma conexão com membros do Velhas Virgens.

“Banda Delito (risos). Eu era o guitarrista da banda. Tocava na banda comigo o Tuca, baixista do Velhas Virgens. Depois o Caio, querido amigo, que também tocou no Velhas, ficou no meu lugar. Composições próprias e alguns covers dos Racionais e do Rage Against the Machine.”

Sobre Silvio Almeida

Entre a banda Delito e o ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida conquistou os títulos de mestre em Direito Político e doutor em Filosofia. Atuou como professor universitário, filósofo, advogado e escritor. 

Leia também:  Morre Bob Heil, o criador do talk box

Em um discurso que viralizou nas redes sociais na última terça-feira (3), Almeida tomou posse da pasta e citou nomes que lutaram por liberdade e democracia. O novo ministro disse que a pasta deve defender os direitos de toda a população, sobretudo das minorias. Aplaudido de pé, ele destacou o valor dos grupos sociais.

Ao lado de ex-ministros e ministras dos Direitos Humanos, Silvio Almeida lembrou de fases da história do país, como a escravidão e as perseguições e torturas na ditadura civil militar. Ao anunciar os novos titulares das secretarias do Ministério de Direitos Humanos e Cidadania, Almeida fez críticas à gestão anterior, cujos atos e decretos serão revisados.

Durante o discurso de posse, Silvio Almeida afirmou que vai atuar no combate à violência do Estado.

Leia também:  Jinjer anuncia 6 shows no Brasil com Heaven Shall Burn abrindo

Texto com trechos retirados de conteúdo da Agência Brasil.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Facebook | YouTube.

ESCOLHAS DO EDITOR
InícioNotíciasNovo ministro dos Direitos Humanos é fã de Body Count e teve...
Tairine Martins
Tairine Martinshttps://www.youtube.com/channel/UC3Rav8j4-jfEoXejtX2DMYw
Tairine Martins é estudante de jornalismo na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Administra o canal do YouTube Rock N' Roll TV desde abril de 2021. Instagram: @tairine.m

DEIXE UMA RESPOSTA (comentários ofensivos não serão aprovados)

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Curiosidades